Topo

Esporte

Cerrone cresce no fim, mas perde para Edwards em luta agitada em Singapura

Feline Lim/Reuters
Donald Cerrone em ação contra Leon Edwards Imagem: Feline Lim/Reuters

Ag. Fight

23/06/2018 11h26

Tem sangue novo na categoria dos meio-médios (77 kg). Leon Edwards venceu Donald Cerrone na luta principal do UFC Cingapura, neste sábado (23). Sem dar espaço ao veterano, o inglês de 26 anos, 13º colocado no ranking da organização, foi melhor em três dos cinco rounds, soube ser calmo quando 'Cowboy' tentou acelerar a luta e conquistou a vitória na decisão unânime dos juízes.

'Rocky' começou o combate tomando a iniciativa, ao evitar que Cerrone ficasse confortável para aplicar seus golpes. Já no início do round, em um clinch na grade, Edwards acertou uma joelhada que abriu um corte no supercílio do americano. Depois, mesmo diminuindo a movimentação, o britânico continuou mais rápido, alternando chutes no abdômen - notório ponto fraco de Donald -  e bons socos no rosto.

No segundo assalto, Edwards voltou a ser superior e pareceu ter tirado o sempre tranquilo Cerrone do sério. Normalmente um adepto do 'fair play' mesmo fora do octógono, 'Cowboy' segurou a luva de Edwards para prender o braço do adversário e obter espaço para um chute alto no rosto. Apesar de Donald ter acertado o golpe, o inglês não se abalou e reclamou com o árbitro.

Com a desvantagem no placar, Cerrone voltou para o terceiro round com muito mais volume, acertando mais golpes - e se expondo mais também. Por isso, com mais explosão e precisão, Edwards continuou a magoar o ferimento no supercílio do rival e venceu mais um assalto.

O quarto round foi marcado, outra vez, por um 'Cowboy' mais agressivo, obrigando Leon a recuar e girar para não ficar em seu raio de ação. Ainda assim, o experiente lutador tentou variar o jogo ao buscar as quedas. E até conseguiu jogar o britânico no chão uma vez, mas logo Edwards se levantou.

Cerrone mostrou nos cinco minutos finais que, embora estivesse atrás nos pontos, estava motivado a virar a luta com um nocaute. Sempre andando para a frente, Donald esteve em seu melhor momento, chegando a desafiar Leon a entrar na trocação franca no centro do octógono. O desempenho rendeu uma vitória clara no último round.

Ao fim da luta, o americano pareceu deixar para trás as críticas que fez ao adversário nesta semana e o abraçou. No microfone do UFC, Edwards agradeceu ao veterano pelo duelo. Cerrone, por sua vez, revelou que se sentiu mal durante todo o dia e que chegou a cogitar desistir da luta. Por fim, fez uma declaração de amor ao MMA.

Nocautaço e erro de estratégia

A última luta do card preliminar foi um massacre. O russo Petr Yan, que estreava no UFC, mostrou por que foi campeão peso-galo (61 kg) no Absolute Championship Berkut (ACB). Em pouco mais de três minutos de combate, Yan não correu riscos em nenhum momento e conseguiu três knockdowns em Teruto Ishihara, até o juiz interromper. O carismático japonês, inclusive, agora tem o emprego em risco: venceu apenas uma de seus últimos cinco combates.

O card principal foi aberto por um duelo de asiáticos: o chinês Li Jingliang dominou o japonês Daichi Abe durante 15 minutos e causou a segunda derrota consecutiva do nipônico. Em seguida, Jessica Eye teve a sua melhor atuação desde que chegou ao Ultimate, em 2013, e quebrou a sequência de três triunfos consecutivos de Jessica Rose-Clark .

No evento coprincipal, Tyson Pedro deu uma aula de como não conduzir uma luta. Amplamente superior em pé, o australiano já havia conseguido um knockdown em Ovince St-Preux com pouco mais de um minuto de combate e tinha tudo para se manter na trocação, mas tentou uma queda e levou a pior. Por baixo no chão, Pedro deu espaço para a recuperação de 'OSP', que encaixou uma americana.

Confira todos os resultados do UFC Cingapura:

Leon Edwards venceu Donald Cerrone por decisão unânime (48-47, 48-47, 48-47)
Ovince Saint Preux venceu Tyson Pedro por finalização (americana) a 2min54s do 1º round
Jessica Eye venceu Jessica Rose-Clark por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28)
Li Jingliang venceu Daichi Abe por decisão unânime (30-26, 30-27, 30-27)
Petr Yan venceu Teruto Ishihara por nocaute técnico a 3min28s do 1º round
Yadong Song venceu Felipe Arantes por nocaute técnico a 4min59s do 2º round
Shane Young venceu Rolando Dy por nocaute técnico a 4min40s do 2º round
Song Kenan venceu Hector Aldana por nocaute técnico a 4min45s do 2º round
Jake Matthews venceu Shinsho Anzai por finalização (mata-leão) a 3min44s do 1º round
Xiaonan Yan venceu Viviane 'Sucuri' por decisão unânime (29-28, 29-28, 30-27)
Matt Schnell venceu Naoki Inoue por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)
Ulka Sasaki venceu Jenel Lausa por finalização (mata-leão) a 4min04 do 2º round
Ji Yeon Kim venceu Melinda Fabian por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)

Mais Esporte