Topo

Esporte

Cerrone nega aposentadoria e promete parar só por determinação do UFC

Ag. Fight

24/06/2018 06h00

Donald Cerrone não é exatamente um lutador velho. Com 35 anos, ainda se pode ter alguns anos de carreira em bom nível. Mas a bagagem de 45 lutas em 12 anos de atividade profissional parece começar a pesar. Dos últimos cinco combates no Ultimate, o meio-médio (77 kg) perdeu quatro - o último no sábado (23), ante Leon Edwards, no UFC Cingapura. Mas, na entrevista coletiva pós-luta, o 'Cowboy' afirmou que se aposentar não está nos planos.

O americano é conhecido por estar sempre disposto a aceitar lutas. Por isso, duas vezes no Ultimate o atleta chegou a fazer cinco combates em um intervalo de doze meses. Mas, apesar de o número de derrotas ter crescido nos últimos tempos, Cerrone declarou que ainda não pensa em se aposentar.

"Estou envelhecendo neste esporte e amo cada minuto disso. Mas talvez os caras novos estejam chegando, talvez não. Mas há, com certeza, caras duros por aí. Não há caras como eu suficientes para dar chances a estes caras, então me sinto contente de ser este cara que está lá. E eu vou enfrentar qualquer um de vocês. Vamos lá, vamos nos divertir. Hoje à noite, os sorrisos no meu rosto são maiores do que você pode imaginar. A paixão que eu tenho... Eu amo muito . É o que eu gosto de fazer. Se foi minha última luta, eu ficaria chateado. Mas eu vou seguir até que o UFC diga: 'Cowboy, é suficiente'", afirmou.

Entre 2013 e 2015, Donald emendou oito vitórias consecutivas até desafiar Rafael dos Anjos pelo título dos leves (70 kg) e acabar nocauteado. Em seguida, subiu para os meio-médios, categoria na qual teve quatro triunfos até começar o momento negativo.

Mais Esporte