Topo

Esporte

Após derrota controversa, Thompson promete novo estilo: "Não posso depender dos juízes"

Ag. Fight

28/06/2018 14h52

Stephen Thompson venceu apenas uma de suas últimas quatro lutas no UFC e, por isso, o atleta da divisão dos meio-médios (77 kg) declarou que não quer mais depender da interpretação dos juízes para vencer seus combates. Em entrevista ao site 'MMAjunkie', o americano, que é conhecido pelos contragolpes, sugeriu que mudará a maneira de atuar no octógono, e procurará ser mais objetivo na maneira de lutar.

'Wonderboy' teve seus últimos cinco duelos resolvidos pelos árbitros, dentre eles duas disputas de cinturão contra Tyron Woodley. O primeiro confronto terminou empatado e o segundo Thompson perdeu por decisão dividida. Posteriormente, venceu Jorge Masvidal no final do ano passado, mas foi derrotado por Darren Till numa decisão muito controversa em seu último embate, realizado em maio.

"Esse nunca foi meu estilo, mas acho que preciso ser um pouco mais agressivo do que apenas contra-atacar. Há outras áreas que posso melhorar para deixar meu oponente sem saber como agir. Existem técnicas diferentes que buscarei trabalhar. Não posso mais deixar nas mãos dos juízes", afirmou.

Ao ser indagado sobre o que fazer para modificar o cenário, o americano apontou algumas alternativas. Aplicar com mais frequência técnicas que já utiliza em seus treinamentos é uma das opções do lutador de 35 anos, que ainda almeja ser campeão da categoria.

"Definitivamente vou trabalhar um pouco mais meu wrestling e o jiu-jitsu, porque nunca se sabe. Já na próxima luta, você vai ver um pouco mais disso. Treino essas técnicas diariamente, mas quando estou lutando, não as utilizo tão quanto deveria. Tenho que usar mais. Sou um lutador melhor e mais completo do que as pessoas imaginam", disse.

Além do cartel profissional de 14 vitórias, três derrotas e um empate no MMA, Thompson também possui um bom retrospecto como atleta de kickboxing. O americano possui 20 vitórias e nunca foi derrotado na modalidade.

Mais Esporte