Topo

MMA

Antes de fechar trilogia, Liddell ironiza Tito: Não consegue quebrar um ovo

Jason Merritt/Getty Images
Imagem: Jason Merritt/Getty Images

Ag. Fight

15/11/2018 09h00

No próximo dia 24, duas lendas do MMA vão se encarar pela terceira vez. Chuck Liddell, 48 anos, e Tito Ortiz, 43, ficarão frente a frente no fechamento de uma trilogia que promete fortes emoções. No entanto, o retrospecto favorável do 'Iceman' nos dois primeiros confrontos parece ser suficiente para o americano tripudiar da capacidade de seu conhecido adversário.

Em entrevista ao site 'MMA Fighting', Chuck tentou tranquilizar os fãs e afirmou que, apesar da idade avançada e dos oito anos sem competir, está bem fisicamente. O ex-campeão dos meio-pesados (93 kg) do UFC ainda aproveitou para ironizar Ortiz e opinar que caso seu rival queira disputar a luta em pé, o desfecho será o mesmo das duas outras disputas: nocaute a seu favor.

"Estou tomando uma série de medicamentos. Eles me deram uns três testes neurais para eu fazer, mas passei em todos com folga. Estou muito bem, ficarei muito bem, e, no final das contas, ele não consegue quebrar um ovo, então não se preocupem com o Tito", alfinetou Liddell.

"Não gosto que digam que não posso fazer alguma coisa. Gosto de provar que as pessoas estão erradas. Lutar contra o Tito simplesmente aconteceu. Para voltar, eu precisaria de uma luta de aquecimento. Se ele vier para tentar me nocautear, como ele disse - apesar de eu achar que ele não vai fazer isso -, se ele tentar me nocautear, vai acabar no primeiro round. Ele vai sair ferido", prometeu o veterano.

O confronto realizado pela Golden Boy Promotions, que marca o retorno de Chuck ao cage, pode vir a ser o início de uma nova e improvável caminhada do americano no MMA. Isso porque, mesmo aos 48 anos, Liddell afirmou que, se o combate transcorrer como esperado, deve realizar mais lutas profissionais após o duelo contra Ortiz.

"Se meu corpo responder bem, se eu entrar lá e lutar do jeito que eu quero, se as coisas acontecerem do jeito que espero, sim, quero lutar de novo. Mas vamos ver o que vai acontecer. Vou me reunir com minha família e nós vamos decidir isso após a luta", concluiu 'Iceman'.