Topo

MMA

Após vitória no UFC Buenos Aires, Calvillo desafia ex-futura adversária

Gary A. Vasquez/USA TODAY Sports
Cynthia Calvillo (esq) ficou quase um ano afastada dos octógonos Imagem: Gary A. Vasquez/USA TODAY Sports

20/11/2018 06h00

Após um período de quase um ano afastada dos octógonos, Cynthia Calvillo retornou em grande estilo com uma vitória sobre a brasileira Poliana Botelho, no UFC Buenos Aires, no último sábado (17). E parece que o tempo sem atuar no Ultimate deixou a americana com ainda mais sede de combates. Tanto que logo após seu triunfo na Argentina, a peso-palha (52 kg), em entrevista coletiva após o evento, desafiou Michelle Waterson para enfrenta-la em seguida.

De acordo com Calvillo, ela inclusive teria assinado um contrato no início deste ano para enfrentar Michelle, a própria. No entanto, a suspensão sofrida pela algoz de Poliana Botelho adiou seu combate contra 'The Karate Hottie'. Cynthia testou positivo para o uso de 'THC' (princípio ativo da maconha) após a única derrota de sua carreira, diante da ex-campeã Carla Esparza.

"No início deste ano, eu assinei um contrato em janeiro contra a 'Karate Hottie' e eu quero retomar isso. Tomara que ela aceita essa oferta, nós duas assinamos o contrato , infelizmente eu tive uma suspensão. Mas agora que acabou eu estou de volta, e nós podemos finalizar isso" declarou Calvillo em entrevista reproduzida pelo site 'MMA Fighting'.

Atual número sete do ranking oficial do UFC, Waterson vive boa fase e vem de duas vitórias seguidas na organização. Já Calvillo, apesar de atualmente não figurar na lista das melhores atletas da divisão, já foi a sexta colocada dos moscas, antes de ser retirada após o flagra no exame antidoping. Possíveis futuras desafiantes ao cinturão, uma luta entre elas credenciaria à vencedora uma posição de destaque na categoria até 52 kg.