Topo

Esporte

Shevchenko garante que vitórias contra Joanna no muay thai ajudarão no UFC 231

Ag. Fight

29/11/2018 09h00

Antes de entrarem no UFC, Valentina Shevchenko e Joanna Jedrzejczyk se esbarraram por três anos consecutivos - 2006, 2007 e 2008 - no Campeonato Mundial de Muay Thai. Vencedora em todas as ocasiões, 'Bullet' garante que os triunfos do passado não só lhe garantem experiência para o reencontro com a polonesa - agendado para o dia 8 de dezembro, em Montreal (CAN), no UFC 231 - como também afetam o psicológico da sua rival, ainda que ela diga o contrário.

Durante conversa com a imprensa na última terça-feira (27), em Los Angeles (EUA), Valentina destacou que, ainda que tais vitórias tenham ocorrido há mais de 10 anos, todo o conhecimento adquirido na ocasião será usado para superar Jedrzejczyk no octógono. Ex-desafiante ao título dos galos (61 kg), Shevchenko desta vez disputará contra Joanna o cinturão vago da categoria dos moscas (57 kg).

"Ela pode dizer que isso não a afeta, mas sei que afeta. (...) Lutadores podem dizer o que quer que seja, mas o que eles realmente sentem é diferente. E isso afeta a todos, tenho certeza. (...) Claro que isso foi há anos. Ela mudou, melhorou como lutadora, assim como eu melhorei como lutadora de artes marciais mistas. Mas, no fim das contas, isso não vai importar. Toda a experiência vai ajudar. E cada experiência me ajudará a vencer essa luta", ressaltou.

Natural do Quirguistão, Valentina perdeu a disputa pelo cinturão dos galos em 2017, quando foi superada pela brasileira Amanda Nunes. Após o revés, ela migrou para a divisão dos moscas e derrotou a estreante Priscila 'Pedrita' em fevereiro último. Shevchenko agora terá pela frente a ex-campeã dos palhas (52 kg). Segundo ela, o fato de Joanna subir de categoria não será um problema.

"Eu não acho que será muito diferente. Claro, ela vai se sentir mais saudável, porque ela não tem que cortar. Mas eu não acho que vai ser muito diferente para mim em comparação com a Joanna. Claro, ela terá mais energia, mas isso não importa para mim. Eu estava lutando com adversárias maiores e mais fortes . Nunca lutei com alguém mais fraco ou com menos habilidades que eu. Essa é a diferença: estou pronta para tudo. Não importa como a Joanna se sentirá nessa luta, (...) não me afetará de qualquer maneira", relatou.

Aos 30 anos, Valentina Shevchenko acumula cartel de 15 vitórias e três derrotas como atleta profissional de MMA. Já a sua rival, um ano mais velha, soma 15 triunfos e dois revezes nos octógonos de artes marciais mistas.

Mais Esporte