Topo

Esporte

Cub Swanson vive drama familiar após internação de filhos recém-nascidos

Ag. Fight

05/12/2018 17h28

Cub Swanson passa por uma verdadeira batalha, mais importante do que qualquer outra que já travou dentro dos octógonos. Isso porque nessa terça-feira (4), o americano compartilhou através de suas redes sociais (veja abaixo ou clique aqui) o estado de saúde de seus filhos recém-nascidos. Os bebês gêmeos do lutador estão com dificuldade respiratória e foram encaminhados para uma Unidade Pediátrica de Tratamento Intensivo.

O peso-pena (66 kg) do UFC declarou que tem sido um momento difícil para ele e sua esposa Kenda. De acordo com Cub, todos em sua casa estavam doentes quando seus filhos tiveram seu quadro agravado. No entanto, o veterano aposta na recuperação dos gêmeos, que estão respirando e se alimentando com ajuda de aparelhos.

"Têm sido dias estressantes para Kenda e eu. Todos na casa ficaram doentes por algumas semanas, mas na sexta-feira os gêmeos começaram a ter dificuldade para respirar. Então, nós os levamos para o pronto-socorro, onde foram transportados para fora da cidade, para uma Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica. As coisas pioraram lentamente desde então, mas os médicos disseram que as coisas só precisam seguir seu curso. Eles estão atualmente ligados a aparelhos de alta vazão de oxigênio, e tubos de alimentação. Ambos testaram positivo para o 'RSV' (o resfriado comum), mas como são apenas bebês prematuros, os atingiu com muita força. Mas nós sabemos que eles são lutadores de coração e superar isso como campeões! Obrigado por todas as orações e mensagens", escreveu Swanson.

Cub recentemente foi apontado como o possível próximo adversário de José Aldo no UFC 233, em janeiro. Mas o americano negou, apesar de admitir a possibilidade da luta. De acordo com Swanson, seu plano é enfrentar o ex-campeão brasileiro no dia 17 de fevereiro.

A escolha da data por parte do veterano pode ter sido motivada pela saúde atual de seus filhos, para que Cub tivesse mais tempo para cuidar de seus gêmeos. O americano já enfrentou Aldo em 2009. Na ocasião, o brasileiro só precisou de oito segundos para aplicar uma joelhada voadora e sacramentar sua vitória.

Um vídeo publicado por ufc (@ufc) em Ago 8, 2015 às 9:50 PDT

Mais Esporte