Topo

Esporte

Jedrzejczyk projeta virar "melhor lutadora de todos os tempos" com título peso-mosca

Ag. Fight

06/12/2018 12h23

Joanna Jedrzejczyk poderá se tornar, neste sábado (8), a primeira mulher a ter conquistado títulos em duas categorias no UFC. A polonesa disputa com Valentina Shevchenko o cinturão do peso-mosca (57 kg) no UFC 231, em Toronto (CAN). E 'JJ' afirmou que, se vencer, poderá ser considerada a melhor lutadora da história do MMA.

Em entrevista coletiva na última quarta-feira (5), na capital da província canadense de Ontario, Jedrzejczyk afirmou estar empolgada pela possibilidade de conquistar seu segundo título. E, segundo a ex-campeã peso-palha (52 kg), o menor desgaste do processo de corte de peso fez com que sua preparação para o confronto no UFC 231 fosse melhor do que o normal.

"Depois da vitória no sábado, vou provar que sou a melhor de todos os tempos no MMA feminino. Estou muito feliz. E neste camp eu percebi quão difícil é e como o corte de peso e estar em uma dieta restrita por tantas semanas pode afetar seu corpo, seu cérebro e sua performance. Esse camp foi diferente, porque eu pude fazer mais. Em todo camp eu fico tipo: 'Quantidade acima de qualidade'. Mas neste foi qualidade e quantidade todos os dias", declarou.

Com a marra de sempre, a polonesa afirmou ainda que sua história entre as pesos-palhas não acabou. De acordo com Joanna, em 2019, ela iniciará uma nova jornada pelo cinturão que foi seu. "Palhas, curvem-se. Estou voltando no ano que vem. Quem mais você vê? Quem mais? Quem resta? Eu já venci todas elas. Todas", disse.

Invicta até 2017, Jedrzejczyk perdeu o título para Rose Namajunas em novembro daquele ano, quando foi surpreendentemente nocauteada. Ela teve direito a uma revanche cinco meses depois, mas novamente foi derrotada, desta vez por decisão unânime. Ela voltou às vitórias contra Tecia Torres, em seu último combate.

Mais Esporte