Topo

Esporte


Dana garante que lutadora vítima de violência aceitou duelo no mesmo card de ex-acusado

Ag. Fight

07/12/2018 07h00

Uma das recentes adições ao card do UFC Brooklyn deu o que falar. Para este show, foi confirmada a estreia no UFC de Greg Hardy, ex-jogador da NFL que teve sua carreira marcada por uma acusação de violência doméstica por parte de sua então namorada, em 2014. No entanto, a peso-mosca (57 kg) Rachael Ostovich, que recentemente acusou o marido e também lutador de agressão, foi escalada para lutar no mesmo evento do dia 19 de janeiro, o que causou uma situação controversa, devidamente esclarecida por Dana White nesta quinta-feira (6).

Em entrevista ao programa da 'TSN Sports' - canal do Canadá -, o presidente do UFC tentou acalmar os ânimos e contornar a situação desconfortável gerada pela presença dos dois no mesmo card. De acordo com White, Ostovich teria sido consultada antes da decisão de escalar Greg ser tomada, mas a atleta teria reagido positivamente sobre a possibilidade de se apresentar no mesmo evento que o ex-astro de futebol americano.

"Eu liguei para a Rachael Ostovich, para deixa-la a par dessa situação. E a resposta dela foi: 'A história dele não é a minha história, acredito em segundas chances. Não tenho problemas em lutar no mesmo card desse cara'. Ele não fez nada para a Rachael, então ela estava totalmente ok com isso. Ter o suporte dela foi uma peça-chave em tomar essa decisão", revelou Dana.

O cartola do Ultimate está ciente do histórico de Greg, e afirma que o fardo de ter se envolvido em um escândalo vai acompanhá-lo pelo resto da vida. Mas, ainda assim, White parece acreditar no poder de transformação das pessoas ao dar uma chance para o promissor peso-pesado, ainda invicto no MMA, atuar no UFC.

"Ele terá isso atrelado a ele para o resto de sua carreira, de sua vida. Mas ele é um cara que nos últimos cinco anos está se reabilitando para cuidar de problemas com álcool, drogas, controle de raiva, reconstruindo sua vida. Ele atingiu o fundo do poço, mas está construindo uma família agora para superar isso", analisou o chefão da maior liga de MMA do mundo.

Hardy conquistou a tão sonhada vaga no UFC após participar com sucesso do reality show 'Contender Series' deste ano. Com direito a duas performances vitoriosas no programa e mais um nocaute em uma organização menor, o atleta impressionou o Ultimate e garantiu um contrato com a organização. Em três lutas oficiais e mais três amadoras, Greg ainda não sabe o que é passar para o segundo round.

Dana White discusses the decision to have Greg Hardy compete on January 19th, the same card as Rachael Ostovich, a recent victim of domestic violence.

White has spoken to Rachael since Hardy was added to hear her feelings on it. Hardy will remain on the card despite the backlash pic.twitter.com/6EHMIXS9lm

- Aaron Bronsteter (@aaronbronsteter) December 6, 2018

Mais Esporte