Topo

Esporte


Agora como meio-pesado, 'Marreta' projeta 2019 vitorioso: "Vou chocar o mundo"

Gaspar Bruno, no Rio de Janeiro (RJ)

Ag. Fight

2018-12-11T18:58:34

11/12/2018 18h58

Thiago 'Marreta' teve uma temporada para lá de movimentada, com direito a cinco lutas e mudança de categoria. E é possível afirmar que o saldo final foi positivo já que, afinal de contas, o brasileiro venceu quatro combates e confirmou oficialmente sua mudança de divisão: dos pesos-médios (84 kg) para os peso-meio-pesados (93 kg).

Em entrevista exclusiva à equipe de reportagem da Ag Fight, Marreta admitiu que, após essa maratona de lutas em 2018, pretende descansar e retornar aos octógonos no fim do primeiro trimestre de 2019. No entanto, o brasileiro demonstra otimismo com seu potencial na nova categoria. De acordo com Thiago, com menos sofrimento no corte de peso ele se torna um lutador ainda melhor do que era quando lutava de peso-médio.

"De fato a gente fica muito mais saudável e reflete em como você treina, é outra energia, outro camp e outra luta. Com certeza sou um Marreta mais saudável, mais forte e resistente. Vou chocar o mundo", revelou o brasileiro, antes de definir o prazo de folga após a movimentada temporada de 2018.

"Quero tirar uma semana de folga e pretendo voltar a lutar em março ou abril. Com certeza, quero muito manter esse ritmo de lutas em 2019", concluiu o atleta da 'Tata Fight Team'.

Na teoria, a primeira luta de Thiago na nova divisão foi em setembro, quando venceu Eryk Anders no UFC São Paulo. No entanto, o brasileiro só enfrentou um meio-pesado de origem no último sábado (8), e se saiu muito bem. Marreta nocauteou Jimi Manuwa, atual número sete no ranking, e se consolidou de vez na nova categoria, apesar de admitir que ainda tem que ajustar alguns detalhes em seu jogo.

"Sou movido a desafios e essa luta era um grande desafio para mim, fiquei muito feliz com a minha performance, tenho muito o que melhorar e corrigir, e agora vou buscar novos desafios", projetou Thiago, antes de justificar o combate pouco técnico contra o britânico no UFC 231.

"Eu decidi minutos antes da luta, no vestiário eu falei com meu mestre ia sair na mão com ele", declarou, em entrevista exclusiva à Ag Fight.

Devido ao retrospecto recente de Marreta, o brasileiro deve figurar entre os 15 melhores atletas da divisão até 93 kg muito em breve. Agora resta saber quais são os planos do Ultimate para Thiago em 2019, e qual será o próximo adversário do carioca na escalada rumo ao topo da categoria dos meio-pesados.

Mais Esporte