Topo

MMA


Jacaré reclama de "furada de fila" de Spider: "Vou começar a me dopar"

AP Photo/Julio Cortez
Ronaldo Jacaré comemora vitória sobre Chris Weidman no UFC 230 Imagem: AP Photo/Julio Cortez

Ag. Fight

12/12/2018 11h28

Ronaldo 'Jacaré' derrotou o ex-campeão do UFC Chris Weidman em seu último desafio, no começo de novembro, e agora figura em terceiro lugar no ranking dos pesos-médios (84 kg). No entanto, o brasileiro mais próximo de disputar o título da categoria é Anderson Silva - que está sem lutar desde o início de 2017, antes de ser suspenso por doping -, situação que levou o manauara a reclamar da possível "furada de fila".

Em declaração recente, Dana White, presidente do Ultimate, revelou que Anderson disputará o cinturão caso vença o duelo contra Israel Adesanya no dia 9 de fevereiro, na Austrália. Entretanto, devido ao afastamento, o ex-campeão dos médios hoje não figura nem mesmo na lista dos 15 melhores da categoria, além de ter sido derrotado em quatro dos últimos seis duelos que realizou. 'Jacaré', ironicamente, sugeriu que mudaria a sua maneira de atuar fora do octógono para se promover e, assim, conseguir um duelo pelo título.

"No meu tempo, eu lutava o campeonato amazonense e me credenciava para lutar o mundial. Se eu não ganhasse o amazonense, eu não lutaria o mundial. E ninguém cortava a minha frente. Agora, só porque o cara tem o nome... A realidade é que o Anderson está voltando de doping. Ele está fora do ranking. Aí depois que acontece uma m... daquelas, em que o cara pula a grade e bate no outro... Acho que vou começar a me dopar, a fazer um monte de m..., xingar todo mundo e aí talvez lute pelo cinturão. Mas a minha concepção é a seguinte: os meus valores, os meus princípios são inegociáveis", desabafou, em entrevista ao canal do YouTube do site 'Portal do Vale Tudo'.

"Se eu merecer ou não merecer, se me derem ou não eu não vou mudar. Eu sou assim e esse é o meu ponto de vista. A realidade é que quando eu e o Chris fomos lutar, houve muito respeito. Todos falaram sobre esse respeito e todos falaram também sobre a nossa luta. O que a gente faz do lado de fora do octógono não tem nada a ver com o que fazemos dentro. Dentro do octógono lutei para caramba, o Chris também, demos de tudo para vencer, e é isso o que a galera quer ver. Não é um cara que está voltando do doping, que está fora do ranking e porque é um dos melhores do mundo furar a fila. Todo mundo está vendo isso e achando uma b...", completou.

Aos 39 anos, Ronaldo 'Jacaré' somou, até então, 26 triunfos, seis derrotas e uma luta sem resultado ao longo da carreira profissional como lutador de MMA. O manauara já ganhou de atletas de destaque em sua divisão, como Vitor Belfort, Derek Brunson e, recentemente, o próprio Weidman, mas nunca disputou o cinturão do UFC.