Topo

MMA


'Netto BJJ' diz que "apagou" adversário no primeiro round do UFC Milwaukee

Ag. Fight

2018-12-19T09:02:35

19/12/2018 09h02

Joaquim Silva voltou ao octógono do UFC no último sábado (15), em Milwaukee (EUA), onde reencontrou o caminho da vitória após o nocaute sobre Jared Gordon no terceiro round. No entanto, antes disso, momentos antes do final do primeiro assalto, ele encaixou uma guilhotina com a qual - em entrevista coletiva após o evento - disse ter "apagado" o seu adversário, apesar de o árbitro não ter interferido no combate.

Após começar o duelo em desvantagem, 'Netto BJJ' partiu para cima de Gordon quando faltavam exatos 30 segundos para acabar o assalto inicial e conectou uma joelhada voadora que levou o oponente ao chão. O brasileiro, então, aproveitou a oportunidade para atacar o rosto do adversário, que deixou o pescoço à mostra e facilitou a tentativa de guilhotina. Mas, apesar de o golpe parecer estar encaixado, Jared deslizou e conseguiu escapar do ataque.

"Não posso desmerecer, ele é um lutador muito duro, mas me preparei para isso porque sabia que ele era um cara com um ritmo bom de luta. Fiquei um tempo sem lutar, então senti o primeiro round inteiro até o corpo se adaptar. Porém, no segundo round, quando já tinha dado e levado porrada, me senti apto para estar ali dentro. (...) Na minha cabeça, eu tinha apagado ele na guilhotina no final do primeiro round. No final do segundo round, eu estava com a leg lock encaixada e o joelho dele estalou, então eu tive duas oportunidades claras de finalizar a luta. (...) Ele apagou e voltou", explicou na entrevista publicada no site 'MMA Junkie'.

Sem obter sucesso nas finalizações nos dois rounds iniciais, 'Netto BJJ' partiu para a trocação e nocauteou seu oponente com uma sequência de socos na metade do último assalto. Questionado sobre a habilidade em pé, apesar de ter o 'BJJ' (Brazilian Jiu-Jitsu) exaltado em seu apelido, o brasileiro destacou que também possui experiência no muay thai, antes de relembrar a última derrota, para Vinc Pichel, que acabou com a sua invencibilidade como profissional.

"Eu tenho apelido 'Netto BJJ', sou do jiu-jitu, mas tenho inúmeras lutas de muay thai. Para mim, não foi nenhuma surpresa, sabia que a minha mão iria entrar, e que, quando ela entrasse, ele iria cair. Estou muito feliz por estar de novo no radar. Quando perdi, só eu sei o quanto fiquei pressionado por ter perdido, me senti muito mal, mas trabalhei duro e estou de volta", comemorou.

Aos 29 anos, Joaquim Silva teve contra Jared Gordon a sua quarta vitória em cinco lutas no UFC, organização pela qual compete desde 2015. Ao longo da carreira profissional como lutador de MMA, o 'Netto BJJ' somou 11 triunfos e apenas uma derrota no cartel.