Topo

MMA


Evento nacional de MMA promete inovar nas transmissões de eventos no Brasil

2018-12-20T07:25:10

20/12/2018 07h25

O Future FC promete inovar na maneira de se transmitir e organizar eventos de MMA no Brasil. Com uma proposta de interatividade entre lutadores, fãs e a companhia, a liga possibilitará que qualquer atleta que aspire uma vaga no quadro de competidores envie informações e vídeos para o site da empresa. De acordo com Jorge Oliveira, presidente da organização, o objetivo é encontrar "futuros campeões escondidos por falta de oportunidade".

Além disso, segundo comunicado enviado pela assessoria de imprensa do evento, todas as edições do Future FC serão transmitidas gratuitamente, ao vivo e em 'full HD'. Outro ponto a se destacar é o de que o espectador poderá acompanhar as lutas através do site oficial e de um aplicativo, além de ter opções de narração e comentários em inglês ou português disponibilizadas. Tudo para aumentar a interação entre todos envolvidos no show, conforme relatou o presidente da companhia.

"Vamos dar espaço para os atletas mostrarem seu trabalho e, dependendo de suas performances, alçarem voos mais altos. Não só aqueles que estão nas grandes capitais ou que possuem empresários influentes, mas também aqueles que são do interior e não são vistos pela comunidade da luta. Por isso, a importância do aplicativo. Já fui lutador profissional, já treinei lutador e hoje pinço talentos no LFA, sei que uma oportunidade faz toda a diferença. No Brasil existe uma infinidade de futuros campeões escondidos justamente por falta de oportunidade", destacou Jorge Oliveira.

Outra proposta do Future será a de promover categorias intermediárias de peso como forma de preservar a saúde e o bem estar dos atletas. Demanda antiga em organizações como o UFC, um maior número de divisões - como a superleve (74,8kg), super meio-médio (79,3kg) e superpesado (sem limite de peso) -, de acordo com Jorge Oliveira, poderia elevar o nível das lutas do evento.

"O corte de peso está diretamente ligado à performance e ao futuro da carreira do atleta, não precisa ser nenhum especialista para saber disso. Para elevarmos ao máximo o nível dos lutadores e, consequentemente, das nossas lutas, além de, claro, preservar a saúde dos profissionais, vamos abrir categorias alternativas. Por exemplo, se um lutador que hoje luta no peso leve tem dificuldade para atingir os 70,3kg e se sente pequeno nos 77,1kg dos meio-médios, ele pode ficar entre elas, ele pode bater 74,8 e lutar entre os superleves", explicou o mandatário.

A proposta do Future é de promover dez lutas a cada edição, em que os fãs terão papel fundamental na formação dos cards, já que seis delas serão casadas de acordo com a preferência do público. Através do aplicativo e do site, o usuário poderá votar entre dois atletas para o 'corner' azul. O vencedor da votação enfrentará o competidor do 'corner' vermelho, previamente escolhido pela organização. Para que os atletas tenham um período hábil de preparação, as votações serão lançadas a dois meses do evento e ficarão disponíveis por cinco dias.