Topo

Esporte


Gustafsson promete vencer revanche mesmo que Jones use "combustível de foguete"

Ag. Fight

24/12/2018 13h45

Embora seja um dos principais interessados nas consequências do exame antidoping que registrou resquícios de uma substância proibida no corpo de Jon Jones, Alexander Gustafsson declarou que ainda está concentrado em vencer o adversário do próximo sábado (29), mesmo que ele esteja 'aditivado' com "combustível de foguete".

No último domingo (23), o presidente do Ultimate, Dana White, anunciou que o UFC 232 seria transferido para Inglewood, na Califórnia, devido ao fato de que a Comissão Atlética do Estado de Nevada (NSAC) se negou a conceder a licença para Jon antes de investigar os resultados de seu teste de doping. A mudança imediatamente resulta em uma avalanche de comentários e críticas às entidades envolvidas, uma vez que o histórico de 'Bones' gera suspeitas por si só.

Mas, se Daniel Cormier usou seu perfil no Twitter para criticar tudo e todos, Gustafsson esteve um tom abaixo. Por meio da mesma rede social, 'The Mauler' lembrou do fato de que Jones, depois do recente julgamento na Comissão Atlética do Estado da Califórnia - ainda referente ao caso de doping de 2017 -, recusou uma proposta da entidade para se submeter a exames adicionais com a Agência de Antidoping Voluntário (VADA).

"Agora, todos nós entendemos por que você não aceitou o teste com a VADA. Você pode estar com combustível de foguete que mesmo assim vou acabar com você, Jon", escreveu o sueco.

Gustafsson já enfrentou o ex-campeão dos meio-pesados (93 kg) uma vez, em 2013, tendo perdido o confronto por decisão unânime. A luta é considerada a mais equilibrada da carreira de Jon. Alexander começou o combate melhor, mas acabou sendo suplantado pela variedade de golpes e melhor condição física de 'Bones', que chegou aos rounds finais mais inteiro.

Mais Esporte