Topo

Esporte


Corey Anderson exibe dedo deformado como "lembrança" de luta com Glover Teixeira

Ag. Fight

2019-01-08T07:00:56

08/01/2019 07h00

Na última edição do UFC no ano, Corey Anderson venceu Ilir Lafiti por decisão unânime. No entanto, o que ninguém sabia era que o meio-pesado (93 kg) lutou com a mão lesionada. Durante participação no programa 'Ariel Helwani's MMA Show' dessa segunda-feira (7), o americano exibiu seu dedo médio completamente deformado.

Mas de acordo com Corey, seu dedo ficou desse jeito após o duelo contra o brasileiro Glover Teixeira, em julho - o qual o americano também venceu por decisão unânime. Desde então, Anderson convive com essa deformidade na mão, que, segundo o próprio atleta, não incomoda e muito menos dói.

"Ficou assim depois da luta com o Glover Teixeira, pegou de jeito e o dedo ficou 'gordo' assim. Durante a luta, estava no terceiro round, batendo nele, faltando 1 minuto e meio, quando senti uma dor. Olhei para a minha mão e meu dedo ficou pendurado dessa forma. Então pensei na hora: sem mais socos (risos), só wrestling. Não desce mais, os médicos disseram que posso colocar um pino para ajudar o dedo a ficar mais reto. Não dói mais (disse, ao bater com o dedo na mesa), está aqui há tanto tempo que não dói. Antes era mole e doía um pouco, mas agora endureceu e não sinto mais nada. Os médicos dizem que é cartilagem, mas não sei porque não sou médico"

Com o triunfo no UFC 232, Corey subiu três posições no ranking e ganhou agora, além da sétima colocação entre os meio-pesados, uma credencial entre os grandes nomes capazes de enfrentar Jon Jones em seguida. 'Overtime', como é conhecido, vem de três vitórias seguidas no Ultimate.

Mais Esporte