Topo

Esporte


Em busca de valorização, Gaethje desafia Edson Barboza para luta em março

Ag. Fight

2019-01-14T07:00:36

14/01/2019 07h00

Justin Gaethje não parece disposto a mudar o estilo descuidadamente agressivo que lhe fez famoso. O atleta, que conquistou bônus em todas as quatro lutas que fez no UFC, desafiou Edson Barboza para seu próximo duelo. 'The Highlight' espera voltar ao octógono em março, mas não quer depender do brasileiro para entrar no octógono.

Segundo o americano, não cabe a ele escolher oponentes. Apesar disso, Gaethje afirmou que o duelo contra Barboza seria muito esperado pelo público apaixonado pelo MMA. Os dois atletas têm a luta em pé como carro-chefe: Justin é mais um 'brigador', enquanto Edson tem um 'muay thai' mais refinado.

"Barboza está aí. Ele é uma luta assustadora, mas gosto de ser temido. E é uma luta que eu, como fã, gostaria de ver. Sei quanto os fãs adorariam algo assim. Então, vou lá e vou tentar nocautear o cara com chutes na perna", declarou, em entrevista ao site da emissora americana 'ESPN'. "Estou tentando criar um legado, e você não cria um legado sendo medroso. Eu vou lutar com o próximo da fila. Seja com quem for que me mandem um contrato, eu vou lutar", acrescentou.

Ao comentar o sistema de pagamento do UFC, Gaethje primeiro se queixou de desvalorização. Segundo ele, o fato de sempre entregar grandes lutas mereceria um tratamento melhor por meio dos executivos da organização, a exemplo das premiações que jogadores da NFL (principal liga de futebol americano no mundo) recebem por recordes individuais. Depois, diminuiu o tom das críticas. Justin relatou que pediu que sua bolsa passasse a ser o mesmo vencendo ou perdendo, mas não conseguiu alterar seu contrato. Em seguida, porém, deu a entender que conseguiu ser um pouco mais valorizado.

"Eles (do UFC) deveriam dizer: 'Sim, você merece isso, parabéns'. E colocar tudo na mídia. Fazer com que todos saibam que há uma maneira de conseguir isso. Eles deveriam me usar como exemplo para isso, mas sou muito enviesado quando se trata de mim mesmo", ponderou. "A conversa foi boa. Eles respeitam o que eu faço e me pagam muito dinheiro. Esta é a verdade. Mas eu também conquistei cada pedaço disso", finalizou.

Gaethje tem 19 vitórias e apenas duas derrotas na sua carreira profissional, que começou em 2011. Ex-campeão do WSOF (atual PFL), 'The Highlight' sofreu seus dois únicos reveses já no UFC: em 2017 e 2018, foi nocauteado por Eddie Alvarez e Dustin Poirier.

Mais Esporte