Topo

MMA


Dana promete chance a Colby como desafiante: "Não será quando quiser"

Leandro Bernardes/Framephoto
Colby Covington provoca torcida após vencer Damian Maia Imagem: Leandro Bernardes/Framephoto

Ag. Fight

19/01/2019 10h00

Dana White, presidente do UFC, garantiu que Colby Covington ainda terá a chance de disputar o cinturão dos meio-médios (77 kg), hoje nas mãos de Tyron Woodley. No entanto, o cartola garantiu que "não será quando ele quiser", já que, em meados de 2018, o americano se recusou a enfrentar 'T-Wood' para realizar uma cirurgia no nariz.

Na ocasião, Colby ainda era o campeão interino dos meio-médios do Ultimate e lutaria pela unificação do título contra Woodley. Porém, diante da recusa do americano, Dana White anunciou que Covington seria destituído do cinturão que ganhou após derrotar Rafael dos Anjos, em junho. E, enquanto isso, Kamaru Usman, que manteve uma boa sequência de vitórias, inclusive sobre 'RDA' em seu último confronto, ganhou a oportunidade como desafiante.

"Quando nós chamamos, se você aceitar a luta, você leva a luta. Se não, outras pessoas irão. É assim que acontece. (...) Quando ligamos e fazemos uma oferta, você aceita. Ele não fez isso. (...) Vai ter outra chance, só não será quando ele quiser", contou Dana White, durante entrevista coletiva realizada na última quinta-feira (17).

"Usman foi lá e lutou (contra Rafael dos Anjos). Eu disse naquela noite, não tenho vergonha disso: 'Usman parecia bem esta noite. Eu realmente gostaria de assistir Usman contra Woodley'. E nós fizemos isso acontecer", completou o presidente do Ultimate.

Invicto no UFC, Usman tentará destronar Woodley no próximo dia 2 de março, em Las Vegas (EUA). O nigeriano estreou em 2015 no Ultimate e, desde então, acumulou nove triunfos consecutivos. Ao longo da carreira profissional como atleta de MMA, Kamaru somou 14 vitórias e apenas uma derrota. Já 'T-Wood' acumulou, até então, 19 resultados positivos, três negativos e um empate.