Topo

MMA


Apesar de doping, Dana White promete vaga no Hall da Fama a Anderson Silva

Buda Mendes/Getty Images
Imagem: Buda Mendes/Getty Images

Ag. Fight

2019-02-07T12:29:37

07/02/2019 12h29

Anderson Silva foi, para muitos, o maior lutador da história do MMA. No caso da carreira, o 'Spider' protagonizou escândalos de doping que mancharam sua imagem, mas nada disso parece interferir no moral que o ex-campeão dos pesos-médios (84 kg) tem com o UFC. O presidente da organização, Dana White, declarou nesta quinta (7) que a chance de o brasileiro - que enfrenta Israel Adesanya no UFC 234, neste sábado (9) - integrar o Hall da Fama do Ultimate é de "110%".

Questionado pelo site 'TMZ' se havia alguma possibilidade de os flagras de substâncias proibidas influenciarem na presença de Anderson no panteão da empresa, White respondeu que não há hipótese disso acontecer. O dirigente afirmou que, no Hall da Fama, há outros ex-lutadores cujas carreiras tiveram altos e baixos.

"Há caras que cometeram erros aqui. Acontece. Ele pagou suas punições, pagou o preço por isso, superou suas suspensões, pagou suas multas, fez tudo o que precisava fazer, e agora está de volta", declarou. 

Dana também comentou a motivação do 'Spider' em continuar lutando, mesmo aos 43 anos. O presidente do Ultimate destacou o fato de Anderson ainda ter a vontade de reconquistar o cinturão que foi seu, mais de cinco anos após perdê-lo para Chris Weidman. Silva verá o seu antigo título em jogo no mesmo evento em que lutará, com o campeão Robert Whittaker enfrentando Kelvin Gastelum.

"O que eu amo em Anderson Silva é que se você olhar para a sua carreira inteira, tudo o que ele fez e conquistou, ele ainda quer buscar aquele título. Por que você está aqui, se não for para ser o melhor do mundo? Entende? E continuar ganhando títulos. Eu amo isso. Estou empolgado com esta luta. E, obviamente, Israel Adesanya, invicto, 15-0, Anderson Silva sempre disse que queria uma luta contra um cara como ele, e ele ganhou isso", comentou.

White também opinou sobre uma eventual aposentadoria de Anderson no caso de ele ser derrotado por Adesanya. Embora tenha dito que 'imagina que sim', deixou claro que tudo pode acontecer e que não sabe o que se passa na cabeça do brasileiro. Silva declarou nesta quinta (7) à Ag. Fight que tem mais quatro lutas no seu contrato com o UFC e que não descarta prolongar o vínculo.