Topo

MMA


Adesanya compara Jones com 'valentão de escola'; campeão meio-pesado rebate

Logan Riely/Getty Images/AFP
"Ele literalmente me lembra o que eu mais odiei na vida: 'bullies'", disse Israel Adesanya sobre Jon Jones Imagem: Logan Riely/Getty Images/AFP

Ag. Fight

2019-04-16T10:38:18

16/04/2019 10h38

A troca de farpas entre Jon Jones e Israel Adesanya não tem hora para acabar.

As mais recentes provocações entre os dois aconteceram ontem. O nigeriano, recém-coroado campeão interino dos pesos médios (84 kg), declarou em uma entrevista que o veterano age como um 'bully' ao criticá-lo. Mas, comparado aos valentões que intimidam colegas na escola, 'Bones' não deixou por menos.

Ao programa Ariel Helwani's MMA Show, Adesanya afirmou que o campeão dos meio-pesados (93 kg) quer enfrentá-lo porque sabe que ele ainda tem muito a evoluir. Israel disse que será uma ameaça real ao cinturão de Jon se este aguardar mais um tempo para enfrentá-lo.

"Ele literalmente me lembra o que eu mais odiei na vida: 'bullies'. Eu fui vítima deles durante o ensino médio, quando estava chegando (à Nova Zelândia). (...) Ele sabe que sou uma ameaça. Mas, adivinhe, e digo isso há algum tempo: se você quer me vencer, me vença ontem. A cada p*rra de luta, eu fico melhor. Então, ele quer me derrotar logo no começo, quando ele sabe que só tenho um ano no UFC e ainda estou aprendendo", falou o nigeriano.

Pelo Twitter, Jones não demorou a responder, ironizando a fala de Israel. De acordo com o campeão dos meio pesados, a queixa de Adesanya não faz sentido, uma vez que foi o nigeriano quem apontou que derrotá-lo seria um objetivo.

"Cara, como é que você me desafia falando sua 'caçada ao melhor de todos os tempos' e depois me chama de 'bully' por responder a você? Você soa como se soubesse que não pode me vencer agora. Se é esse o caso, mantenha meu nome longe de sua boca e não teremos esses problemas", publicou.

Antes, Jon já havia minimizado a vitória de Israel, ao analisar a luta contra Kelvin Gastelum no UFC 236, realizado no último sábado. Garantindo ter visto "tudo o que tinha de ver", Bones resumiu sua análise.

"Meu garoto fez uma luta de kickboxing disputada pau a pau com um wrestler pequeno e gordinho. Só há um Jon Jones, senhoras e senhores", escreveu, sempre afiado.

Questionado sobre a referência jocosa a Gastelum, Bones amenizou a alfinetada. "Não foi minha intenção. Muito respeito por Kelvin. O cara quase venceu um kickboxer sem dar um chute sequer", publicou.

Um seguidor, então, perguntou a Jones se não foi justamente uma luta de kickboxing o que ele fez com Daniel Cormier nos dois duelos que travaram no Ultimate. Jon concordou, mas esclareceu que são situações bem diversas.

"Sim, mas DC é o atual campeão peso pesado e amplamente considerado um dos maiores a já terem praticado o esporte. Grande diferença. E eu cresci em uma equipe de wrestling, não em uma academia de kickboxing. Minha luta foi wrestler versus wrestler. Vamos ver esse falastrão vencer Kelvin Gastelum via wrestling", disse.

Apesar da intensidade das críticas feitas a Adesanya, Jones parece ter se arrependido das postagens. Hoje, todas as publicações feitas no Twitter sobre o nigeriano já estavam apagadas. Enquanto Israel ainda deve aguardar o retorno do campeão linear dos médios, Robert Whittaker, 'Bones' voltará ao octógono no dia 6 de julho, defendendo seu cinturão contra Thiago Marreta.