Topo

Esporte


Recuperado de lesão, 'Netto BJJ' mira parceiro de treinos de Nurmagomedov

Felipe Paranhos, no Rio de Janeiro (RJ)

Ag. Fight

2019-05-20T13:11:40

20/05/2019 13h11

Islam Makhachev conquistou o bônus de 'Luta da Noite' no UFC São Peterburgo, em abril, depois de fazer uma dura batalha de luta agarrada com Arman Tsarukyan. O adversário original do russo, porém, não era o armênio. Conforme narrou Joaquim Silva, o 'Netto BJJ', em conversa com a reportagem da Ag. Fight, ele era originalmente o oponente escolhido para enfrentar o parceiro de treinos de Khabib Nurmagomedov. Na ocasião, o brasileiro teve de recusar o confronto por causa de uma lesão, mas ele espera receber a proposta novamente, a fim de tentar chegar ao top-15 da divisão dos leves (70 kg).

Em entrevista à reportagem da Ag. Fight no Rio de Janeiro, onde acompanhou 'Serginho' Moraes para o UFC 237, Netto contou que teria aceitado o combate, não fosse por uma contusão nas costas. Embora ainda não esteja treinando wrestling em intensidade máxima, o goiano espera poder entrar no octógono em julho. Ele relatou que sentiu a lesão por duas vezes, o que atrasou sua recuperação.

"Eu iria lutar dia 27 de abril, no UFC São Petersburgo, contra o Islam Makhachev. Não foi anunciado porque eu não aceitei a luta quando o UFC me ofereceu. Algumas semanas antes, eu estava treinando wrestling, eu consegui cair na quina da grade e bater a última vértebra da coluna, no cóccix, no ferro da grade, o único lugar que não estava protegido. Aí tive uma microfratura no osso, não estava conseguindo andar direito nem dormir direito. E aí não deu para aceitar", contou.

"A lesão foi no final de janeiro, eu fiquei um mês, o mês de fevereiro inteiro, me tratando. E quando eu voltei a treinar, fazendo wrestling, durante os movimentos, eu quedei e eu mesmo, saindo de uma posição, bati na grade bem no lugar onde estava a lesão. Aí voltou de novo. Tive que parar mais umas duas, três semanas, voltar para fisioterapia intensa. Agora eu já sei que não estou 100%, estou fazendo treino em boxe, em pé, parte de preparação física, e evitando um pouco os treinos de wrestling por conta disso. Mas eu fiquei um mês inteiro quase sem treinar nada", acrescentou.

Com o triunfo sobre Tsarukyan, Makhachev entrou no ranking da categoria dos leves. De lá para cá, inclusive, ganhou duas posições e já está no 13º lugar. Segundo 'Netto', a ascensão do russo o motiva a tentar conseguir a luta novamente, para "roubar o poder" de Islam e adentrar a listagem dos melhores atletas da divisão.

"É uma luta que para o público, para o UFC, para o Makhachev e para mim seria de bastante expressão. Ele aceita a trocação. Nas lutas anteriores, que eu fiz, as pessoas viram que eu sou um cara muito agressivo, vou para cima, busca acabar com a luta. Acho que quem ganhasse iria roubar o poder do outro. Se eu ganhasse dele lá em São Petersburgo, poderia ter sido eu lá no top 15. O UFC tem essa magia: se você bate no cara, você rouba os poderes dele. Eu gostaria de lutar com ele. Já não tive essa oportunidade, não foi dessa vez, mas ele está no top 15. Eu estava lesionado. Se em julho ou agosto ele estiver apto para lutar e eu puder enfrentá-lo, vou ficar felizão. Não tem por que a gente não lutar", afirmou.

'Netto BJJ' lutou pela última vez em dezembro, vencendo Jared Gordon por nocaute, em uma atuação que rendeu aos dois o prêmio de 50 mil dólares (atualmente, R$ 205 mil) pela 'Luta da Noite'. O resultado devolveu Joaquim à coluna das vitórias, já que, em seu compromisso anterior, ele havia sofrido a primeira derrota da carreira, para Vinc Pichel, por decisão unânime.

Mais Esporte