Topo

Esporte


UFC tira Wilson Reis do ranking e escancara fim iminente da categoria dos moscas

Felipe Paranhos, em Salvador (BA)

Ag. Fight

2019-05-21T19:00:58

21/05/2019 19h00

A categoria dos pesos-moscas (57 kg) do Ultimate nunca foi uma das mais badaladas da organização, nem perto disso. E, após o e-campeão Demetrious Johnson deixar a liga, os rumores de que a divisão mais leve entre os homens iria ser extinta aumentaram. O possível fim foi ainda mais 'escancarado' com a mais nova atualização do ranking no site oficial do evento - o UFC removeu dois atletas sem motivo aparente, e Wilson Reis era um deles.

Sendo assim, a equipe de reportagem da Ag Fight entrou em contato com o peso-mosca brasileiro para entender o que motivou a sua retirada e a de Magomed Bibulatov da listagem dos melhores atletas da divisão. Wilson minimizou os riscos de ser demitido pelo Ultimate, mas abriu margem para a real extinção dos moscas ao já projetar uma alçada na categoria dos pesos-galos (61 kg) da liga.

"Espero estar numa posição boa com eles. Ou subir de categoria, o que vem acontecendo com alguns atletas da categoria. Se eu tiver a oportunidade de subir, vou subir. Agora meu foco é esse: me preparar para minha próxima luta nos galos", destacou o brasileiro em conversa exclusiva com a Ag Fight.

Outro indicador de que a categoria está com os dias contados é a ausência de atletas contratados. Com a retirada de Wilson e Magomed do ranking, a lista - tradicionalmente composta por 15 nomes - ficou com apenas 13 lutadores entre os pesos-moscas.

Além da verdadeira bomba dos pesos-moscas, o ranking também sofreu uma modificação considerável nos pesos-penas (66 kg). Alexander Volkanovski subiu três posições após derrotar Jose Aldo no UFC Rio e agora ocupa a primeira posição. O brasileiro, por sua vez, caiu dois degraus na listagem e é o novo terceiro colocado da divisão.

Mais Esporte