Topo

Esporte


Machida analisa chance de disputar cinturões de duas categorias no Bellator

Ag. Fight

2019-05-25T12:33:35

25/05/2019 12h33

Lyoto Machida vive uma nova jornada no MMA desde 2018, quando assinou com o Bellator. Tratado como uma das grandes estrelas da companhia, o brasileiro estreou vencendo uma discutível decisão dividida contra Rafael Carvalho, ex-campeão dos médios (84 kg). E, no dia 14 de junho, vai estrelar um evento da organização em Nova York, contra Chael Sonnen, pelos meio-pesados (93 kg). A rápida alteração de categoria animou 'The Dragon', que já sonha em conquistar os dois cinturões.

Em entrevista ao site 'MMA Fighting', Machida afirmou que aceitará qualquer 'title shot' que o Bellator lhe oferecer, embora acredite mais em uma disputa pelo cinturão dos médios. Segundo o lutador de 40 anos, sua passagem pelo cage circular não tem como objetivo apenas estender a carreira e ganhar dinheiro - ao contrário do que aconteceu com outros veteranos que passaram pela empresa.

"O que vier primeiro eu vou estar pronto para pegar a oportunidade. Mas acredito que uma semana depois da minha luta, vai ter uma luta pelo título entre Gegard Mousasi e (Rafael) Lovato. Vai ser uma grande oportunidade de ver quem vai vencer esta luta, quem provavelmente vai ser meu próximo adversário. Ser campeão é um dos meus objetivos aqui no Bellator. Não vim pra cá apenas por estar ou por dinheiro. Não é o meu propósito. O meu propósito é ser campeão e ser uma inspiração para outros lutadores", declarou.

Questionado sobre as chances de desafiar Ryan Bader, campeão dos meio-pesados e dos pesados, Machida também se colocou à disposição. Assim como Mousasi, 'Darth' perdeu para Lyoto quando os dois ainda estavam no UFC. "Eu adoraria enfrentar Ryan Bader. Ele agora é campeão peso-pesado também. Ele é enorme, esta evoluindo bastante em seu jogo, em sua estratégia. (...) Acredito que é uma luta que todo mundo gostaria de ver", disse.

Lyoto Machida é profissional de MMA desde 2003, quando fez sua primeira luta em um evento japonês. Ele chegou ao UFC depois de oito lutas invicto, tendo derrotado atletas que viriam a ser parte importante da história da companhia, como Rich Franklin, Stephan Bonnar e BJ Penn. No Ultimate, manteve a invencibilidade até a sua segunda defesa do cinturão dos meio-pesados (93 kg), quando acabou nocauteado pelo compatriota Maurício Shogun. Lyoto chegou a disputar o título novamente, assim como na categoria dos médios, mas acabou derrotado em ambas as oportunidades.

Mais Esporte