Esporte

Messi admite queda de rendimento do Barcelona e quer reação contra o Milan na Champions

Divulgação/adidas
Messi posa na inauguração da "Galeria Messi", museu temporário em Barcelona Imagem: Divulgação/adidas

Da EFE

Em Barcelona (Espanha)

06/03/2013 15h16

O atacante Lionel Messi, do Barcelona, afirmou nesta quarta-feira que os jogadores a comissão técnica do clube catalão já detectaram os motivos da queda de rendimento sofrida pelo time nos últimos jogos e que a partida contra o Milan, na próxima semana, pela Liga dos Campeões, é uma oportunidade para recuperar o bom futebol.

"Temos consciência de que todos temos que dar um pouco mais, e agora teremos pela frente um jogo chave para mudar", admitiu Messi, durante a inauguração da "Galeria Messi", museu temporário em Barcelona que irá expor objetos relacionados à carreira do craque.

As últimas derrotas, contra Milan e Real Madrid, derrubaram o moral do elenco do Barça. No entanto, o argentino assegurou que todos no grupo já sabem os motivos dos tropeços, mas não quis apontá-los.

"Sabemos bem quais foram os problemas nestas derrotas, mas isso ficará no vestiário", disse o melhor jogador do mundo, que fez questão de destacar que as graves doenças do lateral Eric Abidal e do técnico Tito Vilanova não interferiram no rendimento da equipe.

"O que aconteceu com os dois nos afetou, mas não podemos colocar a culpa nisso. É um grupo forte e se recuperará", resumiu.

No que diz respeito a sua situação pessoal, o atacante negou estar triste e espera que a sequência ruim contra equipes italianas, contra as quais só fez gols de pênalti até hoje, se encerre na próxima terça. Para avançar a Liga dos Campeões, os catalães terão que derrotar o Milan por três gols de diferença.

"As equipes italianas se caracterizam por se fechar atrás e trabalham muito bem taticamente. Tomara que na terça-feira esse estatística seja quebrada", comentou o camisa 10 do Barça, que revelou ter assistido nesta terça à partida entre Real Madrid e Manchester United pela 'Champions', que selou a classificação dos madrilenhos para as quartas de final.

"Qualquer uma das equipes que passasse seria candidata ao título. O resultado demonstra o quanto o Real Madrid está forte", considerou.

Perguntado pelo desejo de Diego Armando Maradona de treinar o Barcelona algum dia, Messi se mostrou cauteloso: "Eu estive com Diego na seleção e foi algo bom, embora não tenhamos atingido nossos objetivos. E também não depende de mim ele dirigir o Barcelona ou não", desconversou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo