Esporte

Primeira etapa do Dacar é cancelada por razões de segurança após tempestades

03/01/2016 17h48

(Acrescenta um novo antecedente de cancelamento, em 2009).

Villa Carlos Paz (Argentina), 3 jan (EFE).- A organização do Dacar 2016 anunciou neste domingo o cancelamento da primeira etapa da prova, entre as cidades argentinas de Rosário e Villa Carlos Paz, por "razões de segurança" devido a tempestades na região, segundo informou em um breve comunicado.

Após atrasar primeiro a saída da etapa em duas ocasiões, porque "algumas áreas estariam cortadas por leitos naturais das águas de chuva e cursos de água em formação", segundo apontava através de seu site oficial, a organização anunciou oficialmente em seu Twitter: "Etapa 1 cancelada por razões de segurança".

A primeira etapa, que incluiria um especial de 227 quilômetros para motos e quadriciclos e 258 quilômetros para carros e caminhões, foi suspensa às 10h (local, 11h de Brasília) por fortes chuvas e ventos que atingiu a província de Córdoba.

Após a decisão, os pilotos de todas as categorias chegarão ao acampamento da vila turística em enlace, sem registro de tempos para a classificação geral.

As motos e os quadriciclos viajarão em comboio, os carros irão em trajetória livre, e os caminhões utilizarão a rota reservada aos veículos de assistência.

O diretor do Dacar, o francês Etienne Lavigne, confirmou que tomou a decisão uma hora e meia antes da hora da largada e após entender que "as condições para implementar os operativos de acompanhamento e segurança do rali com os helicópteros".

É a terceira vez desde que o evento foi transferido para a América do Sul que uma etapa é suspensa antes do começo. No sexto dia da edição de 2012, os veículos não puderam completar o percurso, com cruzamento da cordilheira dos Andes incluído, entre Fiambalá e Copiapó. Na ocasião, o problema foi um temporal de neve.

Três anos antes, também na primeira etapa, o denso nevoeiro no cruzamento da cordilheira determinou o cancelamento num percurso inverso, de Copiapó a Fiambalá.

Ontem, durante o prólogo do Dacar, um trajeto cronometrado de apenas 11 quilômetros entre Buenos Aires e Rosário, a chinesa Guo Meling perdeu o controle de seu carro da Mini, atropelou espectadores e deixou dez feridos.

O rali continuará nesta segunda-feira com a segunda etapa, entre as cidades de Villa Carlos Paz e Termas de Río Hondo, com uma extensão especial de 450 quilômetros para motos e quadriciclos e 510 quilômetros para carros e caminhões.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo