Esporte

"Melhor maneira para não defender é ter a bola", diz Zidane

08/01/2016 16h15

Madri, 8 jan (EFE).- Novo técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane apresentou sua filosofia de jogo na véspera de sua estreia no cargo, contra o Deportivo La Coruña, e afirmou que os três atacantes da equipe vão colaborar em tarefas defensivas e que seu objetivo é fazer com que seus comandados tenham o máximo possível de posse de bola para evitar desgaste com a marcação.

De agasalho esportivo, algo não tão comum para um técnico no futebol europeu atual - e que acabou fazendo os jornalistas "viajarem no tempo" e se lembrarem da época do craque francês como jogador -, Zidane concedeu uma entrevista coletiva no centro de treinamentos do Real, em Valdebebas, na qual não previu contratações ou saídas no elenco no chamado "mercado de inverno".

"Possíveis saídas eu não acredito, não quero, depois veremos o que pode acontecer, mas eu não quero. E entradas, também não. Tenho um grupo grande, numeroso, e me conformo com a equipe que tenho", disse.

Zizou expôs sua ideia de futebol para o Real Madrid, que passa pelo trabalho em equipe. "O que penso e o que vamos fazer é que, quando não tivermos a bola, vamos trabalhar todos. Tenho essa ideia e vou a passar essa mensagem. Não se pode ter um, dois ou três jogadores que não defendem. E quando tivermos a bola, vamos jogar. A melhor maneira para não defender é ter a bola", declarou.

O novo técnico do Real não revelou qual será seu meio de campo titular, após confirmar o ataque com Gareth Bale, Cristiano Ronaldo e Karim Benzema, mas deixou clara sua filosofia e citou como exemplo James Rodríguez e Isco.

"James e Isco são jogadores importantes que são muito bons, a única coisa que é preciso é lhes dar carinho e confiança, como com todos. Vou lhes dar confiança total, falar com eles e lhes dizer que o mais importante é o grupo. Que joguem uns mais que outros vai acontecer porque não podem jogar todos, mas no final o mais importante é o grupo. Minha experiência de jogador foi assim, ganha sempre o grupo", disse.

Sorridente em toda a entrevista, nem mesmo ao ouvir uma poergunta sobre as declarações de Raymond Domenech - ex-técnico da seleção francesa que disse que Zidane é uma má pessoa - o ídolo do Real mudou o semblante tranquilo. "Ele tem sua opinião e a respeito. Ele me conhece muito bem, é verdade. Também sabe o que penso dele", ressaltou.

Convicto de que seus jogadores "têm uma margem de melhora impressionante", Zidane quer aproveitar a ausência de partidas no meio de semana em janeiro para aumentar a carga de trabalho.

"Vamos trabalhar muito, aproveitar para trabalhar conceitos do jogo, a ideia que tenho e sobretudo fisicamente", ressaltou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo