Esporte

Platini apresentará recurso na segunda contra suspensão imposta pela Fifa

Getty Images
Imagem: Getty Images

De Paris, França

09/01/2016 16h28

O ex-presidente da Uefa Michel Platini apresentará na próxima segunda-feira (11) um recurso contra a suspensão por oito anos de toda atividade relacionada com o futebol imposta pela Fifa, informou neste sábado a imprensa francesa.

Platini já analisou os motivos alegados pelo Comitê de Ética da Fifa para sua punição e, por isso, está pronto para apresentar o recurso na segunda-feira, disse a emissora "France Info", que cita um dos advogados do ex-jogador francês.

O Comitê de Ética da Fifa, presidido pelo alemão Hans-Joachim Eckert, notificou Platini e o ex-presidente da Fifa Joseph Blatter sobre os motivos de suas decisões para puni-los com o afastamento de qualquer atividade relacionada com o futebol por oito anos.

Depois da suspensão, Platini anunciou, em entrevista ao jornal "L'Équipe", que retiraria sua candidatura à presidência da Fifa para focar na defesa contra as acusações de corrupção que recebeu.

"Não me candidatarei à Fifa, retiro minha candidatura. Não posso mais, já não tenho o tempo nem os meios de ver os eleitores, me reunir com as pessoas, de lutar contra os outros (candidatos)", disse Platini na entrevista ao "L'Équipe".

Acusação contra Platini

Apontado no início do ano como o futuro presidente da Fifa, o ex-jogador e ex-técnico da França foi afastado da presidência da Uefa em outubro e teve sua candidatura impugnada para a eleição presidencial da Fifa. As denúncias de ações ilícitas cometidas dentro da Fifa minaram a campanha presidencial de Platini.

Ele é acusado de receber o equivalente a R$ 8 milhões de Blatter em 2011, dias antes da eleição para presidente da Fifa daquele ano. Platini e Blatter alegam que o valor se referia a serviços prestados de 1999 a 2002.

O comitê de ética Fifa rejeita a versão de "serviço prestado" e acredita que houve suborno, pois Platini recebeu o dinheiro semanas antes de retirar sua candidatura da eleição presidencial de 2011.

O ex-jogador francês era o principal concorrente de Blatter. O suíço venceu na ocasião. Blatter informou que havia feito um acordo verbal com Platini, cujo pagamento não foi apresentado no balanço financeiro da Fifa.

A Uefa já escolheu seu representante para o pleito de 2016: Gianni Infantino, que é secretário-geral da entidade europeia.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo