Esporte

Espectador boliviano morto no Dacar foi atropelado ao atravessar a pista

10/01/2016 17h51

Salta (Argentina), 10 jan (EFE).- O promotor da região de Potosí, na Bolívia, informou neste domingo que o espectador morto no sábado após ser atropelado pelo piloto francês Lionel Baud (Mitsubishi), durante a sétima etapa do Rali Dacar, foi atropelado quando tentava atravessar a pista.

O promotor Fidel Castro disse que Máximo Riso, de 65 anos, morreu por volta das 11h20 locais de sábado, na região de Ventillas, a 62 quilômetros de Uyuni, ponto de partida da etapa, após ser atingido pelo veículo de Baud.

"No momento em que o piloto passava pelo local apareceu a infeliz vítima, que atravessou a estrada. Apesar de Baud ter tentado fazer uma manobra evasiva, não conseguiu evitar o impacto com a parte direita do veículo, provocando a morte", disse o promotor.

"Lamentamos essa morte, mas as pessoas entenderão que não poderemos falar de dolo, nem de culpa. Ocorreu dentro de uma prova internacional, evento em que todos os cidadãos devem ser cuidadosos", disse o representante do Ministério Público em Potosí.

O corpo de Riso será submetido à autópsia, mas Castro descartou a abertura de processo contra o piloto. "Foi um acidente totalmente fortuito, apesar de o piloto ter tentado a manobra para evitar o atropelamento e não conseguiu".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo