Esporte

Chile encerra negociações e saída de Sampaoli pode acabar na Justiça

14/01/2016 19h05

Santiago do Chile, 14 jan (EFE).- A Associação Nacional de Futebol Profissional do Chile (ANFP) informou nesta quinta-feira que não continuará negociando com Jorge Sampaoli e que a saída do técnico do comando da seleção do país pode acabar na Justiça.

O treinador argentino quer deixar o cargo sem pagar uma milionária indenização à ANFP, de US$ 6,3 milhões, estipulada na renovação do contrato. Em comunicado, a entidade afirmou que, após dez dias de negociações e quatro reuniões com Sampaoli, não dará sequência ao diálogo por não haver pacto mútuo.

A ANFP exige do argentino o pagamento de uma indenização, como estipula o acordo assinado entre as partes há 60 dias. A entidade diz que propôs diminuir a cláusula de rescisão, que poderia ser até mesmo parcelada, mas Sampaoli negou a proposta.

"Desde o dia que assumimos a ANFP, garantimos em assegurar a continuidade do técnico Jorge Sampaoli porque havia unanimidade que ele era a pessoa mais capacidade para dirigir à seleção do Chile. Os resultados e o nível do jogo demonstravam isso", disseram os dirigentes que assumiram o controle da ANFP no início de janeiro.

O litígio agora ficará sob a responsabilidade dos advogados entre as partes. Se não houver acordo, a disputa pode parar na Justiça.

"Nossa direção, como dissemos constantemente, será nos basearmos nos contratos voluntariamente assinados. Dito isso, pusemos todos nossos antecedentes nas mãos dos nossos advogados para chegar a uma resolução", disse o vice-presidente da ANFP, Gaspar Goycoolea.

Sampaoli afirmou ontem à imprensa chilena que não tem intenção de continuar no comando da seleção do Chile e que, para ele, é impossível pagar a cláusula exigida pela federação. Não está claro quem comandará a equipe em março nas partidas contra Argentina e Venezuela, válidas pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018.

O técnico argentino é um dos mais bem-sucedidos da história do futebol chileno, com mais de 70% de aproveitamento, que inclui a Copa América vencida com o Chile no ano passado, o único título conquistado no comando da seleção.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo