Esporte

No embalo de feito histórico, Albânia terá estádio de 60 milhões de euros

20/01/2016 06h13

Mimoza Dhima.

Tirana, 20 jan (EFE).- A Albânia iniciou os trâmites para construir um novo estádio nacional de futebol, avaliado em 60 milhões de euros, para impulsionar esse esporte que a cada dia ganha mais popularidade, depois da histórica e inédita classificação da seleção para a Eurocopa deste ano, na França.

"Será o maior complexo esportivo construído na Albânia em todos os tempos", afirmou à Agência Efe o porta-voz da Federação Albanesa de Futebol (FSHF), Dritan Kokona.

O novo estádio será construído em Tirana no lugar do atual Qemal Stafa, batizado com o nome de um comunista assassinado na Segunda Guerra Mundial e que foi utilizado pelos atletas albaneses durante os últimos 70 anos.

Uma vez finalizado o estudo geológico do terreno, que já foi iniciado, está prevista para abril a demolição do antigo campo e o começo das obras, A previsão da FSHF é que as obras terminem em 2018.

Projetado por italianos, o novo estádio, que se chamará Arena Nacional, terá capacidade para 23 mil pessoas e cumprirá todas as exigências da Fifa e da Uefa.

Na fachada principal do estádio serão esculpidos, com letras douradas, os nomes dos jogadores que realizaram o sonho de levar o país à Euro pela primeira vez. "Será um dos estádios mais lindos da Europa", opinou o primeiro-ministro albanês, Edi Rama.

O governo planeja abrir em breve a licitação para erguer a Arena Nacional, que contará com uma superfície de 43 mil metros quadrados, 30 mil dos quais estarão dedicados ao esporte, e o restante a espaços de escritórios e negócios.

Para aumentar o interesse dos grupos que podem fazer parte do complexo, o governo rebaixou na última semana as condições de privatização das áreas comerciais.

Em sua última reunião, o comitê executivo da FSHF decidiu investir 10 milhões de euros no projeto. O restante da verba será coberta pelo governo e por quem vencer a concessão, de acordo com Kokona.

A dificuldade para arrecadar recursos em um dos países mais pobres da Europa foi um grande obstáculo e fez com que a construção da arena fosse adiada durante anos.

"É necessário construir um novo estádio moderno agora que o interesse pelo futebol albanês no mundo cresceu muito", considerou Kokona, que acrescentou que em setembro a seleção rubro-negra jogará contra Espanha e Itália pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018.

O técnico da Albânia, o italiano Gianni De Biasi, formou uma equipe na qual destaca o futebol coletivo de um elenco de maioria kosovar, acostumado a disputar os campeonatos mais prestigiados da Europa.

Há anos, o histórico Qemal Stafa, construído pelos italianos às vésperas da Segunda Guerra Mundial como parte de um complexo de arquitetura fascista, está em uma situação deplorável.

Em 2010, os jogadores do Real Madrid ficaram durante 90 minutos às escuras devido a uma pane elétrica enquanto esperavam nos vestiários o início do segundo tempo do amistoso contra o Gramozi, vencido pelo time espanhol por 2 a 1.

O último jogo disputado pela seleção albanesa no local foi um amistoso contra a Geórgia, em 16 de novembro do ano passado. Houve empate em 2 a 2.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo