Esporte

Em jogo morno, PSV e Atlético de Madrid empatam sem gols na Holanda

24/02/2016 19h53

(Corrige terceiro parágrafo).

Eindhoven (Holanda), 24 fev (EFE).- PSV Eindhoven e Atlético de Madrid fizeram uma partida de poucas emoções nesta quarta-feira no Philips Stadion, na Holanda, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões, e ficaram no 0 a 0, deixando a definição do classificado totalmente aberta para a volta.

O time da casa ficou com a bola com mais tempo durante boa parte do jogo, mas criou pouco. Já os 'Colchoneros' foram um pouco mais efetivos, mas mão conseguiram balançar a rede nem mesmo depois de ficarem com um homem a mais, a partir dos 22 minutos do segundo tempo, com a expulsão de Pereiro.

Dessa forma, o atual campeão holandês terá a vantagem de jogar por um empate com gols no segundo duelo, que acontecerá em 15 de março no estádio Vicente Calderón, em Madri. Já o Atlético precisará vencer, enquanto um novo 0 a 0 levará à realização de uma prorrogação.

No PSV, a principal ausência foi o centroavante Luuk De Jong, que ficou fora por acúmulo de cartões amarelos, o que levou o técnico Philip Cocu a escalar Pereiro centralizado. Já Diego Simeone tinha apenas uma dúvida, a presença ou não do zagueiro Giménez, que no fim de semana cumpriu suspensão no Campeonato Espanhol. O uruguaio acabou ficando no banco, sendo preterido para a escalação de Savic ao lado de Godín.

Nem bem a bola rolou e, logo aos três minutos do primeiro tempo, o Atlético teve a primeira oportunidade de gol. Vietto foi lançado nas costas da zaga e tocou com categoria para tirar do goleiro Zoet, mas Bruma apareceu para cortar.

Quem acreditou que o bom lance no princípio colocaria fogo no duelo se enganou. A etapa inicial foi morna, sem muito trabalho para os dois arqueiros. Aos 17 minutos, o lançamento no ataque 'colchonero' foi para Koke, que tentou por cobertura. Atento, Zoet segurou sem problemas.

O PSV tinha mais a bola, mas quem levava um pouco mais de perigo era o Atlético, que voltou a incomodar aos 29. Koke colocou Griezmann para correr, o francês disparou pelo meio e saiu na cara do goleiro, mas não finalizou bem e facilitou o trabalho de Zoet.

Dois minutos depois, a equipe da casa enfim teve uma grande chance. Na verdade, três em uma. Pereiro fez boa jogada individual e rolou para Pröpper chutar. Oblak deu rebote, e Locadia e Willems tentaram, mas ambos tiveram suas finalizações bloqueadas.

Mais presente no campo de ataque, o atual campeão holandês cometia erros que o impediam de balançar a rede. Aos 41 minutos, Van Ginkel recebeu aberto na esquerda, tentou cruzar de primeira e acabou mandando diretamente pela linha de fundo.

No segundo tempo, o Atlético levou um susto graças ao "fogo amigo" de Koke. Aos 11 minutos, Willems cruzou rasteiro da esquerda, o meia tentou cortar no carrinho e quase fez contra, mas a bola acabou saindo em escanteio.

A equipe espanhola respondeu pouco depois, aos 16, com uma bola na rede, mas o lance foi corretamente invalidado. Depois do escanteio, Godín ficou livre e marcou o gol, mas a arbitragem corretamente assinalou falta do zagueiro uruguaio.

Em seguida, o defensor se envolveu na expulsão do compatriota Pereiro. Aos 22 minutos, o atacante acertou o adversário em disputa pelo alto, recebeu o segundo amarelo e foi para o chuveiro mais cedo.

O time 'rojiblanco' já ficava mais no ataque, e se soltou com a vantagem número. Entretanto, a pressão não era transformada em oportunidades de gol. Quem incomodou, mesmo com um a menos, foi o PSV, aos 32 minutos, com Williems, que teve liberdade na ponta, mas cruzou mal. Logo na saída de bola, Fernando Torres recebeu de Koke e chutou forte, ficando com o escanteio após desvio.

Nos últimos minutos, o Atlético acampou no campo adversário, mas a última boa jogada foi dos donos da casa. Aos 42, Hendrix cruzou com muita força da esquerda, Lestienne conseguiu chegar e finalizar, mas encobriu a meta.



Ficha técnica:.

PSV Eindhoven: Zoet; Arías, Bruma, Moreno e Willems; Propper, Guardado (Hendrix) e Van Ginkel; Locadia (Lestienne), Narsigh (Isimat-Mirin) e Pereiro. Técnico: Phillip Cocu.

Atlético de Madrid: Oblak; Juanfran, Savic, Godín e Filipe Luis; Gabi, Saúl (Correa), Óliver Torres e Koke; Griezmann e Vietto (Fernando Torres). Técnico: Diego Simeone.

Árbitro: Daniele Orsato (Itália), auxiliado pelos compatriotas Lorenzo Manganelli e Riccardo Di Fiore.

Cartões amarelos: Pereiro (PSV Eindhoven); Savic (Atlético de Madrid).

Cartão vermelho: Pereiro (PSV Eindhoven).

Estádio: Philips Stadion, em Eindhoven (Holanda).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo