Esporte

Messi envia camisas autografadas a menino afegão que vestia sacola plástica

25/02/2016 11h18

Cabul, 25 fev (EFE).- O menino afegão Murtaza Ahmadi, que em janeiro emocionou as redes sociais ao vestir um uniforme feito com sacolas de plástico e o nome de Lionel Messi escrito nas costas, recebeu nesta quinta-feira duas camisas oficiais e uma bola autografadas pelo craque argentino, mas não escondeu a decepção pela ausência do ídolo na entrega dos presentes.

"Murtaza realizou hoje um de seus maiores sonhos! Recebeu camisas e uma bola assinada com uma mensagem pessoal" de Messi, informou o Unicef, o organismo das Nações Unidas para a infância que tem o jogador como embaixador.

As imagens do menino vestido com uma sacola plástica de listras verticais azuis e brancas com o nome de Messi e o número 10 escrito a caneta deram a volta ao mundo no início do ano.

"Amo Messi e minha camisa diz que Messi me ama", afirmou Murtaza após receber os presentes enviados pelo ídolo, segundo o comunicado do Unicef.

Embora tenha ficado "muito contente" ao receber uma camisa do Barcelona, outra da Argentina e uma bola, o garoto, de 5 anos, ficou um pouco decepcionado ao ver que o ídolo não estava na entrega dos presentes, explicou à Agência Efe seu pai, Arif Ahmadi.

"Murtaza achava que hoje conheceria Messi, mas desde que percebeu que só tinham enviado as camisas e uma bola está triste e pedindo para conhecer Messi pessoalmente", comentou.

De acordo com o pai do menino, há cerca de um mês toda a família se mudou de uma remota aldeia da província de Ghazni (sudeste) para a capital Cabul, de modo que Murtaza pudesse realizar o sonho de conhecer com o argentino, mas o encontro ainda não aconteceu.

"O Unicef nos disse que esperássemos o encontro de Mustaza com Messi, mas ainda não sabemos quando eles se conhecerão", informou Arif.

A Federação Afegã de Futebol (AFF) confirmou no fim de janeiro que trabalhava para marcar uma reunião com o jogador argentino do Barcelona.

Antes que as fotos dessem a volta ao mundo, o Mustaza já pedia há tempos à família uma camisa do argentino, mas na remota aldeia onde moravam não era possível comprá-la.

Finalmente, um dia o menino encontrou uma sacola de plástico e a levou aos irmãos para que a transformassem em uma camisa de Messi, segundo explicou o pai.

Murtaza passa o dia jogando futebol com uma bola de vôlei e as botas do pai, já que a família não tem condições de comprar o equipamento adequado. O menino também acompanha as partidas do ídolo em dias ensolarados, graças ao painel solar que Arif instalou com uma bateria de carro para ligar a televisão em uma aldeia sem energia elétrica.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo