Esporte

Itália e França vencem nas duplas e se garantem nas quartas da Davis

05/03/2016 19h14

Redação Central, 5 mar (EFE).- Itália e França se tornaram neste sábado as primeiras equipes a se classificarem para as quartas de final da Copa Davis de tênis ao terem vencido seus jogos de duplas e feito 3 a 0 nos confrontos com Suíça e Canadá, respectivamente.

No saibro da Adriatic Arena, em Pésaro, os italianos se aproveitaram das ausências de Roger Federer e Stan Wawrinka e obtiveram vaga entre os oito melhores da Davis logo no segundo dia graças a Simone Bolelli e Andreas Seppi.

Os dois formaram a dupla da equipe anfitriã e venceram Marco Chiudinelli e Henri Laaksonen por 3 sets a 0, com parciais de 6-3, 6-1 e 6-3, em 1h45min de partida.

Nas quartas, a Itália enfrentará quem passar do duelo entre Polônia e Argentina, que vêm medindo forças em Gdansk. A representante da América do Sul abriu 2 a 0 nos jogos de simples, mas hoje Lukasz Kubot e Marcin Matkowski diminuíram ao baterem Carlos Berlocq e Renzo Olivo também por 3 sets a 0, com 6-3, 6-4 e 6-4.

Já a França, em clima tropical no território ultramarino de Guadalupe, venceu o Canadá, desfalcado de Milos Raonic. O terceiro ponto dos 'Bleus' vieram com a dupla formada por Richard Gasquet e Jo-Wilfried Tsonga, que derrotaram Philip Bester e Vasek Pospisil por 2 a 0, com parciais de 7-6(4), 6-1 e 7-6(4).

Os franceses brigarão por um lugar nas semifinais contra Alemanha ou República Tcheca. Os tchecos estão em vantagem de 2 a 1 em Hannover depois do triunfo de Radek Stepanek e Tomas Berdych sobre Philipp Kohlschreiber e Philipp Petzschner.

Uma das surpresas do dia foi a derrota de Novak Djokovic, número 1 do mundo em simples. Jogando ao lado de Nenad Zimonjic, ele perdeu para Andrey Golubev e Aleksandr Nedoyyesov, e o Cazaquistão tem agora 2 a 1 sobre a Sérvia em Belgrado.

Já o segundo colocado do ranking de simples, Andy Murray, ajudou a atual campeã da Davis, a Grã-Bretanha, a se pôr em vantagem de 2 a 1 sobre o Japão em Birmingham. Ele jogou com o irmão Jamie Murray e venceu Yoshihito Nishioka e Yasutaka Uchiyama.

O sábado teve ainda a "desaposentadoria" de Lleyton Hewitt. Ele havia se despedido das quadras durante o Aberto da Austrália, há um mês, mas se juntou a John Peers para encarar os irmãos Bob e Mike Bryan em Melbourne. A melhor dupla da história titubeou, mas levou a melhor por 3 a 2 e ajudou os Estados Unidos a abrirem 2 a 2 contra os australianos.

Pelo Zonal Americano, o Equador já despachou Barbados e enfrentará o Brasil em julho por um lugar na repescagem. O confronto acontecerá em território brasileiro, mas ainda não tem piso nem local definidos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo