Esporte

Lanús vence Newell's Old Boys e se mantém invicto no Campeonato Argentino

05/03/2016 02h03

Buenos Aires, 5 mar (EFE).- O Lanús venceu com autoridade nesta sexta-feira o Newell Old Boys, por 3 a 0, o que manteve sua invencibilidade e confirmou sua liderança no Grupo 2, na abertura da sexta rodada do Campeonato Argentino.

Com dois gols de Román Martínez e o outro de José Sand, de pênalti, a equipe 'grená' obteve seu quinto triunfo na competição e soma 16 pontos, três a mais que o Defensa y Justicia, que hoje goleou o Argentinos Juniors por 5 a 1.

Fabián Bordagaray marcou três vezes, e Tomás Cardona e Kevin Mac Allister (contra) completaram para o Defensa y Justicia, enquanto Emilio Zelaya descontou para o Argentinos Juniors. Após a goleada, o técnico do clube que revelou Maradona, Carlos Mayor, acabou pedindo demissão.

Já no Grupo 1, Quilmes e Olimpo abriram a sexta rodada com um empate em 1 a 1, com gols marcados por Daniel Imperiale e Walter Acuña, respectivamente, enquanto o Arsenal de Sarandí superou o Vélez Sarsfield por 1 a 0, com gol de Fernando Luna.

A grande atração desta rodada será o superclássico entre River Plate e Boca Juniors, que acontece no domingo no estádio Monumental Núñez, com novidade entre os 'Xeneizes', o técnico Guillermo Barros Schelotto, contratado para substituir Rodolfo Arruabarrena.

O torneio deste semestre na Argentina é de transição e durará até maio. Com isso, foi dividido em dois grupos de 15 equipes, que se enfrentam dentro da mesma chave. Em cada rodada, acontece um confronto "interzonal", que desta vez será justamente o clássico de Buenos Aires.

O River é apenas o oitavo colocado no Grupo 1, enquanto o Boca é quinto no 2. No entanto, a derrota do segundo para o Racing, no último domingo, custou o cargo de 'Vasco' Arruabarrena na segunda-feira. Um dia depois, a diretoria já anunciava o substituto, Schelotto, multicampeão como jogador 'xeneize'.

O ex-atacante fará seu terceiro trabalho como treinador e volta à Argentina depois de uma passagem relâmpago pela Itália, que durou apenas um mês. O treinador não pôde continuar trabalhando no país porque a Uefa não reconheceu sua licença para exercer o ofício. Antes, ele havia comandado o Lanús, pelo qual foi campeão da Copa Sul-Americana de 2013, em cima da Ponte Preta.

No River, Marcelo Gallardo não poderá contar com o meia Pisculichi, machucado. Por outro lado, o zagueiro Balanta e os também meio-campistas Viudez e D'Alessandro estão recuperados de contusão, mas, segundo o técnico, só serão usados caso estejam 100%.

Além do superclássico, o Rosario Central, líder do Grupo 1 com 13 pontos, também jogará no domingo, contra o Banfield no Gigante del Arroyito. Já o San Lorenzo, segundo colocado da chave, visitará no sábado o Gimnasia y Esgrima de La Plata.

O Atlético Tucumán, uma das revelações do torneio e que até o início desta rodada era o vice-líder do Grupo 2, visitará o Tigre na segunda-feira.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo