Esporte

Bayern vira na prorrogação e despacha Juventus da Liga dos Campeões

16/03/2016 19h34

Munique (Alemanha), 16 mar (EFE).- Com dois gols na prorrogação, o Bayern de Munique buscou uma virada história nesta quarta-feira na Allianz Arena e venceu a Juventus por 4 a 2, tornando-se o oitavo time classificado para as quartas de final da Liga dos Campeões da Europa.

Na casa do adversário, o time italiano balançou as redes duas vezes na etapa inicial, com o meia francês Paul Pogba, aos 5 minutos, e com o meia colombiano Juan Cuadrado, aos 28. A reação dos anfitriões começou aos 28 do segundo tempo, com gol do polonês Robert Lewandowski. Aos 46, o alemão Thomas Müller marcou e forçou a realização de mais 30 minutos de partida.

Na prorrogação, brilhou a estrela do espanhol Thiago Alcântara, filho do tetracampeão mundial Mazinho, que marcou aos três minutos do segundo tempo, oito após entrar em campo. No minuto seguinte, o meia francês Kingsley Coman, outro que saiu do banco, fez o quarto, decretando a classificação da equipe bávaro.

Na ida, em 23 de fevereiro, o roteiro foi inverso ao do tempo normal de hoje, já que o Bayern assombrou o Juventus Stadium, marcando com o alemão Thomas Müller e o holandês Arjen Robben. O argentino Paolo Dybala descontou e o italiano Roberto Sturaro garantiu o empate em 2 a 2.

Nesta sexta-feira, o time comandado pelo espanhol Josep Guardiola - que na carreira como técnico, em seis participações no torneio, nunca caiu antes das semifinais - conhecerá o adversário, entre os também classificados Barcelona, Real Madrid, Atlético de Madrid, Manchester City, Paris Saint-Germain, Benfica e Wolfsburg, em que acontecerá na sede da Uefa, em Nyon, na Suíça.

A preparação para o duelo de hoje foi marcada por desfalques dos dois times. O Bayern, que vem tendo problemas para montar o sistema defensivo, ainda perdeu Robben, que deu lugar a Franck Ribèry. Douglas Costa voltou, assim para o lado esquerdo do ataque, após atuar por um período mais centralizado.

Na Juve, a ausência mais sentida foi a de Dybala, que ficou fora por lesão. O técnico Massimiliano Allegri, então, optou por abrir mão de um atacante, escalando Alex Sandro na ala esquerda, fazendo do francês Patrice Evra um terceiro zagueiro. Hernanes, por sua vez, atuou no lugar do italiano Claudio Marchisio, vetado por contusão.

Um homem de frente a menos não representou, no entanto, covardia dos 'Bianconeros', que abriram o placar logo aos 5 minutos do primeiro tempo. Alaba vacilou ao tentar cortar lançamento de Khedira, Lichtsteiner dividiu com Neuer e, na sobra, Pogba finalizou de bate-pronto para o gol.

A pressão dos visitantes, desde o primeiro minuto deixou atordoado o Bayern, principalmente o sistema defensivo, que bateu cabeça de novo aos 14 minutos, quando a bola sobrou para Morata, que encheu o pé, por cima do gol.

Aos 22, foi a vez de Neuer errar, ao tentar sair jogando e ser interceptado por Khedira. Na sobra, o atacante espanhol da Juve tocou por cobertura para o fundo das redes. O lance, contudo, foi invalidado pela arbitragem comandada pelo sueco Jonas Eriksson, em impedimento foi muito questionado pelos atletas do time italiano.

O segundo gol dos visitantes saiu aos 28, quando Morata puxou contra-ataque, após bola perdida pelo Bayern no ataque, enfileirou a zaga adversária, driblando três adversários e rolou para Cuadrado, que ainda deixou um defensor no chão, antes de bater para o fundo das redes.

A estrela de Buffon brilhou pela primeira vez aos 41, quando Müller recebeu na marca do pênalti e bateu para a defesa do goleiro italiano. Na sobra, a cortou, mas a bola bateu em Lewandowski e saiu muito perto da trave esquerda da Juventus.

No minuto seguinte foi a vez de Neuer operar um verdadeiro milagre, quando Pogba levou a bola para a linha de fundo e cruzou, procurando Morata, que não conseguiu chegar. Cuadrado apareceu livre no segundo pau e soltou a bomba, mas o goleiro alemão se esticou todo para salvar o time de Munique.

O segundo tempo recomeçou com mudanças no Bayern, já que Guardiola abriu mão de Benatia, para colocar o lateral-esquerdo Bernat, voltando a utilizar Alaba na zaga. Os ânimos voltaram mais acirrados também, com empurra-empurra logo no primeiro lance, e amarelos para Vidal e Lichtsteiner.

Aos 6, foi a vez de Lewandowski atropelar Evra e ser advertido com cartão. Na sequência, menos de dois minutos depois, Bonucci deu troco no atacante polonês, cometendo falta dura na intermediária, e também entrou na lista de amarelados por Jonas Eriksson.

Futebol para valer na Allianz Arena, só foi visto novamente aos 10 minutos, quando Morata roubou bola de Alaba, carregou até a área do time de Munique, mas na hora de finalizar, não conseguiu colocar força na bola e parou em defesa tranquila de Neuer.

Endiabrado, o atacante espanhol esteve ainda mais perto de marcar no minutos seguinte, quando recebeu de Pogba, passou por dois defensores adversários e bateu firme. A bola desviou de leve em Alaba e passou por cima do travessão. Na cobrança do escanteio, Cuadrado colocou na cabeça de Morata, que testou em cima de Neuer.

Aos poucos, o Bayern começou a dominar o confronto, mas ainda tendo dificuldade para finalizar. Aos 28, Coman foi lançado na direita, ajeitou para Douglas Costa, que cruzou certeiro na cabeça de Lewandowski, que, por sua vez, testou forte para vencer Buffon e descontar.

A pressão dos donos da casa seguiu muito intensa com 11 jogadores no ataque, com passes e lançamentos sempre buscando o camisa 9. A Juventus, por sua vez, com todos os jogadores no campo de defesa, no entanto, foi conseguindo se segurar.

Aos 42, um susto nos visitantes, quando Douglas Costa cruzou na medida e encontrou Lewandowski mais uma vez na área. O centroavante acertou cabeçada na trave, enquanto Buffon sequer conseguiu se mover. O polonês do Bayern, no entanto, foi flagrado em posição irregular.

Os anfitriões foram todos para cima e não desistiram, buscando a igualdade, que forçou a prorrogação. O gol heróico saiu aos 46 minutos, quando Coman cruzou da direita e achou Müller dentro da área, que testou e balançou as redes.

O tempo extra também teve emoção desde o apito inicial, já que logo aos 2 minutos, Mandzukic serviu na direita para Lichtsteiner, que soltou a bomba e parou em defesa de Neuer. Três minutos depois, a resposta veio com Douglas Costa, que também obrigou Buffon a trabalhar, em intervenção mais tranquila.

Aos 11 do primeiro tempo, Thiago Alcântara entrou em campo, no lugar de Ribéry. Ali começava a ser definida a classificação do Bayern, já que aos 3 da etapa complementar, o meia recuperou bola, tabelou com Müller, recebeu na entrada da área e fuzilou para o fundo das redes.

No minuto seguinte, Coman recebeu de Vidal ainda na intermediária defensiva dos donos da casa, arrancou sem marcação, teve tempo para pensar dentro da área, cortar para o meio e bater sem dar chances para Buffon, fazendo explodir de vez a Allianz Arena.

A Juve seguiu lutando, e aos 10, Pogba cruzou na área e achou Mandzukic, que finalizou para defesaça de Neuer. No rebote, a bola sobrou para Pereyra, que acabou isolando, chutando muito longe do gol do time alemão, na última grande oportunidade de gol da partida.



Ficha técnica:.

Bayern de Munique: Neuer; Lahm, Benatia (Bernat), Kimmich e Alaba; Xabi Alonso (Coman), Müller e Vidal; Douglas Costa, Ribèry (Thiago Alcântara) e Lewandowski. Técnico: Josep Guardiola.

Juventus: Buffon; Lichtsteiner, Barzagli, Bonucci, Evra e Alex Sandro; Khedira (Sturaro), Cuadrado (Pereyra), Hernanes e Pogba; Morata (Mandzukic). Técnico: Massimiliano Allegri.

Árbitro: Jonas Eriksson (Suécia), auxiliado pelos compatriotas Mathias Klasenius e Daniel Wärnmark.

Gols: Lewandowski e Müller - na prorrogação Thiago Alcântara e Coman (Bayern de Munique); Pogba e Cuadrado (Juventus).

Cartões amarelos: Kimmich, Vidal, Lewandowski, Thiago Alcântara e Bernat (Bayern de Munique); Khedira, Morata, Lichtsteiner, Bonucci, Cuadrado, Pereyra e Sturaro (Juventus).

Estádio: Allianz Arena, em Munique (Alemanha).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo