Esporte

Corinthians dá o troco no Cerro e volta à ponta no grupo 8 da Libertadores

16/03/2016 23h49

São Paulo, 16 mar (EFE).- Derrotado pelo Cerro Porteño há exatamente uma semana em Assunção, o Corinthians obteve a revanche nesta quarta-feira em Itaquera com uma vitória por 2 a 0 e reassumiu a liderança do grupo 8 da Taça Libertadores, perdida para a equipe paraguaia na semana passada.

Com atuação segura e postura ofensiva na Arena Corinthians, o atual campeão brasileiro venceu pela terceira vez em quatro partidas nesta edição do torneio continental graças a gols de Lucca, no primeiro tempo, e Mareco, contra, no segundo.

O resultado recolocou o Timão na ponta da chave, com nove pontos, dois a mais que o Independiente Santa Fé, que na terça-feira bateu o Cobresal por 3 a 0, e que o próprio Cerro. O time chileno ainda não pontuou e está eliminado.

O Corinthians voltará a campo pela Libertadores no dia 6 de abril, quando irá a Bogotá fazer confronto direto pela permanência na ponta do grupo contra o Santa Fé.

O técnico Tite teve o desfalque do meia Rodriguinho e do atacante André, que foram expulsos no estádio Defensores del Chaco e deram lugar a Maycon e Luciano. Além deles, outra ausência foi a do meia Elias, que ainda se recupera de uma lesão no músculo reto do abdômen.

Já César Farías surpreendeu ao sacar o atacante Beltrán, autor de dois dos três gols da vitória do Cerro na semana passada. O treinador optou por um time mais leve, com Leal e Díaz à frente.

Como de costume, o Timão adotou uma postura ofensiva e acertou a bola na trave logo aos quatro minutos de partida. Luciano ajeitou, Maycon se infiltrou entre os marcadores, chegou chutando e carimbou o poste.

O domínio era todo do campeão continental de 2012, que, no entanto, demonstrava certa afobação. Isso ficou refletido em dois erros de cruzamento de Fagner, aos nove e aos 11 minutos. Luciano apareceu aberto na ponta, aos 19, e também falhou ao levantar.

Aos 22, em vez de cruzar, Fagner preferiu fazer o passe, e deu certo. O lateral tocou para Bruno Henrique, que chutou travado, mas a bola ficou limpa para Lucca completar tirando do goleiro e fazer 1 a 0.

O segundo não aconteceu logo na sequência, aos 27 minutos, por alguns centímetros. Giovanni Augusto foi acionado por Lucca na ponta e cruzou por baixo buscando Uendel, que se esticou todo, mas não conseguiu completar.

A vantagem no placar favorecia a velocidade do ataque do Corinthians, já que o adversário deixava mais espaços. Aos 34, Guilherme acelerou e tocou para Lucca, que mirou o canto de fora da área e viu a bola passar perto.

Ainda antes do intervalo, aos 46 minutos, Fagner conseguiu escapar mais uma vez pela direita e fazer o chuveirinho. Lucca ia chegando para escorar, mas Bonet se antecipou e cortou.

Entre erros e acertos, Fagner continuou sendo bastante participativo no segundo tempo. Aos oito minutos, o camisa 23 tabelou com Guilherme e pegou mal, mas por sorte encontrou Lucca, que completou pela linha de fundo.

Aos dez, o próprio Lucca protagonizou bonito lance, com direito a lençol em Mareco, e entrou na área, mas mais uma vez bateu para fora.

Em seguida, aos 16 minutos, com os mesmos atores, o Corinthians marcou o segundo. Lucca desceu pela esquerda e cruzou, Mareco tentou cortar de cabeça, mas acabou "matando" o goleiro Anthony Silva e fazendo gol contra.

O Cerro até tentou reagir, inclusive com as entradas de Beltrán e de Fabbro, ex-jogador do Atlético-MG e namorado da modelo Larissa Riquelme. Contudo, quem continuou no ataque foi o Corinthians. Aos 23 minutos, Maycon tocou em elevação para Luciano, que emendou de primeira, por cima do travessão.

Pouco exigido no jogo como um todo, Cássio apareceu bem quando foi necessário. Aos 35, a bola foi de pé em pé no ataque dos visitantes até Bonet chutar rasteiro. O goleiro se esticou e espalmou para o lado.

A última boa descida para o ataque do Timão - e de todo o duelo - aconteceu aos 40 minutos. Giovanni Augusto avançou com espaço e lançou buscando Danilo, mas Mareco desta vez foi bem e cortou.



Ficha técnica:.

Corinthians: Cássio; Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique (Willians) e Maycon; Giovanni Augusto (Alan Mineiro), Guilherme e Lucca; Luciano (Danilo). Técnico: Tite.

Cerro Porteño: Anthony Silva; Bonet, Valdez, Mareco e Júnior Alonso; Jorge Rojas, Oviedo, Rodrigo Rojas e Estigarribia (Beltrán); Díaz (Fabbro) e Leal (Ortigoza). Técnico: César Farías.

Árbitro: Patrício Loustau (Argentina), auxiliado pelos compatriotas Hernán Maidana e Lucas Germanota.

Cartões amarelos: Luciano e Fagner (Corinthians); Mareco (Cerro Porteño).

Gols: Lucca e Mareco (contra) (Corinthians).

Estádio: Arena Corinthians, em São Paulo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo