Esporte

Alonso diz que se sentirá "mais vivo" ao voltar às pistas após acidente

21/03/2016 21h15

Madri, 21 mar (EFE).- O piloto espanhol Fernando Alonso (McLaren), que no domingo sofreu um violento acidente durante o Grande Prêmio da Austrália de Fórmula 1, afirmou nesta segunda-feira que se sentirá "mais vivo do que nunca" quando voltar às pistas.

"Meu corpo está um pouco dolorido, como se tivesse entrado em uma máquina de lavar roupas ligada, mas não tenho nenhum hematoma grande, nem nada inchado. Dentro de dois ou três dias, já estou na bicicleta ou fazendo alguma atividade", afirmou Alonso no programa "El Partido de las 12", da rádio "Cadena Cope".

Alonso também descreveu o momento do acidente e afirmou que, logo depois se chocar contra o veículo do mexicano Estebán Gutiérrez (Haas) pensou em não se machucar. "É a primeira coisa que eu penso quando choco contra o muro e depois o carro capota", comentou.

"Vi o céu, o cascalho, depois o céu, porque você vai aos trancos, se chocando contra tudo o que há no carro, na célula de sobrevivência. E, justo quando o carro para, você não sabe muito bem onde está no circuito. Vi um espaço aberto porque estava de cabeça pra baixo e pensei: 'Vou sair'", lembrou o piloto.

"Olhem no que estava pensando: vou sair mesmo que o carro siga aos trancos, mas vou sair já. Ou seja, você não sabe muito bem nem onde está, nem se o carro parou ainda, nem se vai continuar. Então pensei: vou sair por via das dúvidas. E por isso saí tão rápido", disse o bicampeão mundial sobre os instantes após a batida.

"Queria que o carro parasse rápido e que minha cabeça não tocasse em nada. Você vê como vai chocando contra o muro, contra o solo, depois contra a lateral (da pista), segue capotando, dando voltas. E, em uma dessas voltas, você quer que sua cabeça não esteja exposta porque pode ser uma lesão grave. Você se encolhe pra não bater a cabeça", completou Alonso.

"Vi que estava bem, que não tinha ocorrido nada. Estava um pouco dolorido porque a coluna de direção do volante fica entre os joelhos e você vai 'lutando' contra isso. Estou feliz que não ocorreu nada e que Estebán (Gutiérrez) também está bem", comentou o espanhol.

"Os primeiros cinco minutos, você sente a frustração e a tristeza de ter abandonado uma corrida. Mas, dois minutos depois, pensa as coisas de verdade e sabe que tem sorte de poder pegar um avião e voltar para a casa", explicou o piloto.

Alonso também revelou que, ao acordar nesta segunda-feira, também foi avaliado por um médico, que o autorizou a viajar para a Espanha. O bicampeão disse que se sente bem e que acredita que não terá que fazer mais nenhum exame, já pensando em praticar algum esporte nos próximos dias.

O piloto também destacou as medidas de segurança dos atuais carros da Fórmula 1. "Os testes de impacto que as equipes têm que passar são sensacionais e melhoraram muito nos últimos anos. Agora, embora praticamente todo o carro fique destroçado, a célula de sobrevivência onde nós (os pilotos) fica intacta. É assim que tem que ser", concluiu Alonso.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo