Esporte

Djokovic comenta diferença de premiação entre homens e mulheres no tênis

21/03/2016 03h47

Indian Wells (EUA), 20 mar (EFE).- O tenista número um do mundo, Novak Djokovic, se viu envolvido neste domingo em uma polêmica em torno da distribuição dos prêmios em dinheiro entre homens e mulheres, que foi originada por comentários de Raymond Moore, diretor-executivo do torneio de Indian Wells.

"Em minha próxima vida, quando retornar, quero ser parte da WTA porque se aproveitam do sucesso dos homens. Não tomam nenhuma decisão e são afortunados. Muito afortunados", declarou Moore durante sua tradicional conversa com os veículos de comunicação durante a última rodada da competição.

"Se eu fosse uma mulher tenista, me ajoelharia toda noite e daria graças a Deus pelo nascimento de Roger Federer e Rafa Nadal. Eles são os que carregaram o peso deste esporte", acrescentou.

Horas depois, Moore se desculpou por suas palavras.

No entanto, esses comentários foram recebidos com repulsa por Serena Williams e Victoria Azarenka, finalistas no campeonato do deserto californiano.

"Considero que esses comentários são equivocados e muito, muito incertos", declarou Williams, vice-campeã em Indian Wells.

O campeã, Azarenka, também se posicionou: "Acredito que é um problema que acontece no mundo todo. Não só no esporte. Também nos negócios. Precisamos falar sobre igualdade. Não se escutam coisas assim sobre os homens".

Quando chegou a vez de Djokovic, após sua vitória diante de Milos Raonic, o sérvio não foi tão taxativo em suas observações sobre o comentário de Moore, que, segundo admitiu, não foi "politicamente correto".

O tenista de Belgrado afirmou que se trata de um tema "delicado" e que as mulheres merecem "respeito e admiração" por suas conquistas, entre as quais incluiu o fato de terem conseguido que em muitos torneios a recompensa econômica seja a mesma para ambos gêneros.

"Eu as aplaudo por isso. Digo isso honestamente. Lutaram pelo que mereciam e conseguiram. Por outro lado, o mundo da ATP deveria lutar por mais (dinheiro) porque as estatísticas mostram que temos muitos mais espectadores nos jogos de homens", comentou Nole.

"Essa é uma das razões pelas quais penso que deveríamos ganhar mais", completou.

Quando o jogador foi lembrado que uma das qualidades do tênis profissional é a correlação entre homens e mulheres da ATP e da WTA nos torneios, e que Jelena Genci foi sua primeira treinadora, o sérvio respondeu: "Tenho um respeito tremendo pelo que as mulheres estão conseguindo no esporte global".

"Sei pelo que passam com seus corpos, que são tão diferentes aos dos homens (...) Vocês sambem, os hormônios e essas coisas, não precisamos entrar em detalhes. As mulheres sabem do que falo. Tenho grande admiração e respeito por elas por lutar em tão alto nível", concluiu.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo