Esporte

Diretor de Indian Wells renuncia após declarações sexistas

22/03/2016 04h21

Los Angeles (EUA), 21 mar (EFE).- Raymond Moore, diretor do torneio de tênis de Indian Wells, nos Estados Unidos, renunciou nesta segunda-feira após a tempestade provocada suas declarações sexistas de domingo, quando garantiu que, se fosse uma mulher tenista, se "ajoelharia todas as noites e agradeceria a Deus pelo nascimento de Roger Federer e Rafael Nadal".

A notícia foi divulgada por Larry Ellison, proprietário do torneio, em comunicado.

"Tive a oportunidade de falar hoje com Raymond Moore e ele me disse que decidiu renunciar como diretor do torneio de forma imediata", explicou Ellison. "Compreendo totalmente sua decisão", acrescentou o proprietário do torneio.

Ellison lembrou que há quase 50 anos, Billie Jean King começou sua histórica campanha por um tratamento igualitário das mulheres no mundo do tênis, e que, desde então, se produziu um movimento "multigeracional e progressivo" para tratar homens e mulheres de forma igualitária no esporte.

"Graças à liderança de Billie Jean, Martina Navratilova, Venus Williams, Serena Williams e tantas outras grandes atletas, foi conseguido um grande nível de sucesso a respeito", opinou Ellison.

O empresário comentou que, há uma década, Indian Wells, assim como os principais torneios do tênis do mundo, desembolsa a mesma quantidade em dinheiro nas premiações de homens e mulheres.

A polêmica teve início com as declarações incendiárias de Moore durante sua tradicional conversa com os veículos de imprensa no último dia de competição.

"Na minha próxima vida, quero ser parte da WTA porque se aproveitam do sucesso dos homens. Não tomam nenhuma decisão e são sortudos. Muito sortudos", declarou.

"Se eu fosse uma mulher tenista, me ajoelharia todas as noites e agradeceria a Deus pelo nascimento de Roger Federer e Rafael Nadal. Eles que dão peso a este esporte", comentou.

Horas depois, Moore se desculpou por suas palavras.

"Durante meu café da manhã com os veículos de imprensa, fiz comentários sobre a WTA que foram de extremo mal gosto e equivocados. Peço desculpas por esses comentários e peço perdão a todas as jogadoras e à WTA em seu conjunto", disse Moore.

"Hoje tivemos uma final que reflete a força das jogadoras, especialmente de Serena (Williams) e Victoria (Azarenka), e de toda a WTA. De novo, lamento enormemente por meus comentários", acrescentou.

As palavras de Moore, apesar de seu pedido de desculpas, foram recebidas com repulsa por Serena Williams e Victoria Azarenka, finalistas do campeonato.

"Considero que esses comentários são equivocados e muito, muito ruins", disse Serena, vice-campeã em Indian Wells.

A campeã, Azarenka, também ponderou: "Acredito que é um problema que se dá no mundo todo. Não só no esporte. Também nos negócios. Tentamos falar sobre igualdade e, às vezes, não somos reconhecidas. O melhor que fazemos nós mulheres é nos sobrepor a esses comentários. Não se ouvem coisas assim sobre os homens", concluiu a jogadora.

Novak Djokovic, campeão pela quinta vez em Indian Wells, por sua vez opinou que o comentário não foi "politicamente correto" e considerou que se tratava de um tema "delicado".

Para Djokovic, as mulheres merecem "respeito e admiração" por suas conquistas, entre as quais incluiu o fato de terem conseguido que, em muitos torneios, as premiações econômicas fossem iguais para ambos os sexos.

"Eu as aplaudo por isso. Honestamente. Elas lutaram pelo que mereciam e conseguiram. Por outro lado, o mundo da ATP deveria lutar por mais (dinheiro), porque as estatísticas mostram que temos muitos mais espectadores nos jogos masculinos", disse Djokovic.

"Essa é uma das razões pelas quais eu penso que deveríamos ganhar mais", comentou o tenista, que acrescentou que, "enquanto houver dados, estatísticas e informações disponíveis sobre quem gera mais atenção e atrai mais espectadores, acredito que (o dinheiro) deve ser distribuído justamente".

Quando o jogador foi lembrado que uma das qualidades do tênis profissional é a correlação entre homens e mulheres da ATP e da WTA nos torneios, e que Jelena Genci foi sua primeira treinadora, Djokovic respondeu: "Tenho tremendo respeito pelo que as mulheres estão conseguindo no esporte global".

"Sei o que passam com seus corpos, que são tão diferentes dos homens. Vocês sabem, os hormônios e essas coisas, não necessitamos entrar em detalhes. As mulheres sabem do que estou falando. Tenho grande admiração e respeito por elas lutarem em um nível tão alto", declarou o pentacampeão de Indian Wells.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo