Esporte

Itália e Espanha abrem ano de Euro com amistoso em Údine

23/03/2016 18h11

Roma/Madri, 23 mar (EFE).- Itália e Espanha protagonizarão nesta quinta-feira no estádio Friuli, em Údine, um dos principais amistosos da primeira "semana Fifa" deste ano e poderão medir seu potencial, além de fazer testes, de olho na Eurocopa, que acontecerá a partir do dia 10 de junho na França.

Para os espanhóis, a temporada é especial, já que a equipe pode se tornar a primeira em toda a história a vencer a Euro três vezes seguidas, depois dos títulos de 2008 e 2012. Já a 'Azzurra', derrotada na final de quatro anos atrás, sonha com um título que não vem desde 1968.

Assim como aconteceu antes da Copa de 2014, as duas seleções se enfrentarão na reta final da preparação. Há dois anos, as duas medirão forças no estádio Vicente Calderón, em Madri, e os donos da casa venceram por 1 a 0, com gol de Pedro.

Esse jogo marcou a estreia do brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa na 'Fúria'. O atacante, aliás, é uma das principais baixas para o técnico Vicente del Bosque, junto com o meia Andrés Iniesta. Os dois têm problemas físicos e foram preservados. De última hora, o treinador ainda perdeu o volante Busquets, que sofreu uma fratura na mão.

No meio, San José e Koke disputam uma vaga para atuar mais recuado, enquanto Fàbregas há algum tempo vem sendo o substituto de Iniesta. Em grande fase com a camisa da Juventus, Morata será a principal referência do ataque espanhol.

A Itália também tem desfalques importantes, como os zagueiros Chiellini e Barzagli e os meio-campistas Verratti, De Rossi e Marchisio, todos machucados.

Com isso, o treinador Antonio Conte apostará em um esquema pouco comum, o 3-4-3, com Darmian, Bonucci e Darmian na retaguarda. O meio-campo também será inédito, com a presença do brasileiro naturalizado Thiago Motta, de volta após dois anos.

Além do jogador do PSG, Conte chamou outros dois jogadores nascidos no Brasil, o atacante Eder, que deverá ser titular, e o meia Jorginho, chamado pela primeira vez e que provavelmente começará no banco.

A partida pode ser o último duelo entre dois goleiros lendários, Casillas e Buffon. O espanhol vem tendo sua titularidade discutida há pelo menos dois anos e agora disputa posição com De Gea, enquanto o italiano já tem 38 anos, embora tenha prometido continuar na meta da 'Azzurra' até o Mundial de 2018.



Prováveis escalações.

Itália: Buffon; Darmian, Bonucci e Astori; Florenzi, Parolo, Thiago Motta e Antonelli; Eder, El Shaarawy e Pellè. Técnico: Antonio Conte.

Espanha: Casillas; Juanfran, Piqué, Sergio Ramos e Jordi Alba; San José (Koke), Thiago Alcântara, Fàbregas, Silva e Pedro; Morata. Técnico: Vicente del Bosque.

Árbitro: Deniz Aytekin (Alemanha), auxiliado pelos compatriotas Guido Kleve e Holger Henschel.

Estádio: Friuli, em Údine (Itália).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo