Esporte

Bayern esbarra em goleiro da seleção olímpica e vence Benfica por magro 1 a 0

05/04/2016 18h03

Munique (Alemanha), 5 abr (EFE).- O Bayern de Munique esbarrou nesta terça-feira no goleiro Ederson, da seleção brasileira olímpica, e venceu o Benfica por 1 a 0, em casa, em jogo de ida pelas quartas de final da Liga dos Campeões da Europa no qual o time português poderia ter tido melhor sorte se o atacante Jonas estivesse com pontaria mais afiada.

O placar na Allianz Arena só foi movimentado uma vez e logo no primeiro minuto de bola rolando, quando o meia chileno Arturo Vidal marcou de cabeça. A partir daí, brilhou a estrela do jovem brasileiro, de 22 anos, que faz sua temporada de estreia na equipe lisboeta e só jogou porque Julio César está contundido.

O ponto alto da grande atuação de Ederson, titular da seleção sub-23 que se prepara para os Jogos Olímpicos nos recentes amistosos contra Nigéria e África do Sul, aconteceu no primeiro tempo, com várias grandes defesas que impediram o Bayern de ampliar a vantagem quando era melhor em campo e exercia forte pressão.

Na etapa complementar, outro brasileiro, Jonas, apareceu bem e teve a chance de empatar o placar para o Benfica, mas não obteve sucesso. O atacante, aliás, recebeu cartão amarelo e está suspenso para a partida de volta, que acontecerá no Estádio da Luz, na quarta-feira da próxima semana.

O Bayern entrará com a vantagem do empate e poderá perder por um gol de diferença. Se anotar um gol, pelo menos, o time alemão estará classificado, e se cair por 1 a 0, o jogo irá para a prorrogação. Aos 'Encarnados' só interessa bater o adversário por dois gols ou mais de diferença.

Para o jogo de hoje, o técnico Josep Guardiola não tinha à disposição o meia-atacante Arjen Robben, lesionado. Na formação inicial, o espanhol apostou em equipe ofensiva, com Vidal fazendo a proteção no meio, enquanto Douglas Costa, Thiago Alcântara, Thomas Müller, Franck Ribéry e Robert Lewandowski formavam potente quinteto ofensivo.

No Benfica, além de Julio César, o time não contou outra vez com o Lisandro López. A melhor notícia para o comandante da equipe, Rui Vitória, foi o retorno do capitão Jardel. Outro brasileiro em campo desde o apito inicial foi Jonas, atual Chuteira de Ouro do futebol europeu.

Ter o grande artilheiro do continente na temporada, no entanto, pouco adiantou quando a bola rolou, já que logo no primeiro minuto Bernat cruzou na medida, Vidal apareceu como elemento-surpresa e cabeceou para o fundo da rede, abrindo o placar para Bayern, para delírio do público que lotou a Allianz Arena.

O gol fez o Benfica desmoronar, o que permitiu que a equipe da casa estabelecesse total domínio. Aos 9 minutos, Douglas Costa recebeu na direita, partiu para cima da zaga e soltou a bomba, parando em boa defesa de Ederson.

Seis minutos depois, o meia-atacante brasileiro apareceu de novo, cruzando para a área em direção a Lewandowski. O camisa 1 dos Encarnados, no entanto, teve coragem de buscar a bola no pé do letal centroavante, que não conseguiu finalizar.

Aos 19, foi a vez de Ederson parar Müller, que bateu de primeira da entrada da área, em grande estilo. Um novo duelo entre os dois aconteceu aos 32, quando Thiago cobrou falta por "cavadinha", achando o companheiro livre na área. O goleiro brasileiro foi ágil, saiu da meta e abraçou a bola antes da chegada do alemão.

Entre os dois lances, aos 23 minutos, houve espaço para polêmica, em rara chegada do Benfica ao ataque, quando Gaitán recebeu na esquerda e cruzou para a área. Lahm saltou para cortar, e a bola tocou no braço do lateral. O árbitro polonês Szymon Marciniak, no entanto, mandou o lance seguir.

Nos minutos finais, o panorama mudou, e hovue muita apreensão para o torcedor do Bayern, já que os visitantes organizaram a marcação e passaram a prender mais a bola. Nos acréscimos, houve até tempo para 'blitz', com a zaga fazendo o possível para desviar finalizações de Mitroglou, primeiro, e Gaitán, na sequência, que explodiram e Vidal e Lahm, respectivamente.

No segundo tempo, os donos da casa tentaram pressionar desde o apito inicial, para evitar os sustos do fim da etapa inicial. Bem postado, o Benfica conseguiu se segurar sem grandes sustos, enquanto tentava levar algum perigo no ataque.

Aos 11 minutos, Jonas recebeu na área, deixou Alaba para trás e, livre, finalizou, parando apenas em grande defesa de Neuer. Pouco depois do lance, o brasileiro apareceu de novo, mas negativamente, fazendo falta em Vidal, recebendo cartão amarelo e sendo suspenso para o jogo de volta.

O atacante, ex-Grêmio e Santos, teve nova oportunidade clara aos 18. André Almeida cruzou da direita e achou o companheiro livre na marca do pênalti, de onde chutou forte, mas a bola explodiu em Javi Martínez, que havia acabado de entrar no lugar de Kimmich.

O Bayern só conseguiu chegar com mais força ao ataque aos 29 minutos, quando Ribèry disparou pela esquerda e cruzou rasteiro para Lewandowski, que, bem marcado pelo jovem Lindelof, tentou finalizar de letra, mas acabou acertando as próprias pernas.

Aos 35, de novo o meia-atacante francês dominou no lado esquerdo do ataque do Bayern e fez corte na zaga, mas ao invés de servir o companheiro, soltou uma bomba. Ederson mostrou reflexo e conseguiu defender com o pé esquerdo.

Na base do desespero, em busca do segundo gol, o Bayern foi para cima e ficou muito perto do objetivo aos 43, quando Vidal acertou lindo passe para Lewandowski, que, ao ver Ederson saindo, preferiu servir Gotze - substituto de Müller no segundo tempo -, mas em passe muito forte, em que a bola saiu pela linha de fundo.



Ficha técnica:.

Bayern de Munique: Neuer; Lahm, Kimmich (Martínez), Alaba e Bernat; Vidal, Douglas Costa (Coman), Thiago, Müller (Gotze) e Ribèry; Lewandowski. Técnico: Josep Guardiola.

Benfica: Ederson; André Almeida, Lindelof, Jardel e Eliseu; Fejsa, Renato Sanches, Pizzi (Samaris) e Gaitán; Jonas (Salvio) e Mitroglou (Jiménez). Técnico: Rui Vitória.

Árbitro: Szymon Marciniak (Polônia), auxiliado pelos compatriotas Pawel Sokolnicki e Tomasz Listkiewicz.

Gol: Vidal (Bayern de Munique)

Cartões amarelos: Ribèry e Bernat (Bayern de Munique); Jonas e Lindelof (Benfica).

Estádio: Allianz Arena, em Munique.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo