Esporte

Atlético-MG goleia Melgar e avança como líder do grupo 5 da Libertadores

14/04/2016 21h26

Belo Horizonte, 14 abr (EFE).- O Atlético Mineiro passou nesta quinta-feira com extrema tranquilidade pelo Melgar por 4 a 0, e garantiu assim a classificação para as oitavas de final da Taça Libertadores, de quebra, com a liderança do grupo 5, em que o Independiente del Valle também avançou.

Graças a início avassalador no primeiro tempo, o Galo marcou com o zagueiro Tiago, no primeiro minuto, Robinho, aos 7, e o argentino Lucas Pratto, de pênalti, aos 16. Depois disso, o ritmo caiu muito e rendeu até algumas vaias, e só Carlos, pouco depois de sair do banco, aos 23 da etapa final, voltou a balançar as redes.

Esse foi o primeiro jogo e o primeiro gol em 2016 do jovem atacante, que esteve perto de trocar o Atlético pelo Fluminense, em negociação envolvendo Fred. O atleta passou por cirurgia no tornozelo direito em janeiro, e acabou voltando a sentir o problema hoje, tendo que deixar o gramado chorando muito.

Com a vitória, o campeão da Libertadores de 2013 chegou aos 13 pontos, tendo momentaneamente a terceira melhor campanha da competição. Agora, a torcida é por derrota do Toluca para o Grêmio, ou que o Corinthians não vença o Cobresal por mais de cinco gols, para que seja assegurado o posto e o direito de decidir oitavas e quartas de final em casa.

O Melgar, que venceu no ano passado o Campeonato Peruano, se despede da competição continental com a pior campanha de 2016, já que não marcou qualquer ponto e sequer balançou as redes como visitantes.

A segunda colocação do grupo ficou com o Independiente del Valle, que chegou aos 11 pontos ao empatar, fora de casa, com o Colo-Colo em 0 a 0. O time chileno, que precisava de vitória simples para avançar, terminou a fase de grupos com nove pontos, lamentando ter acertado a trave do adversário três vezes no duelo.

Hoje, o Galo veio para o jogo sem o zagueiro Leonardo Silva, suspenso, que foi substituído por Tiago, e sem Luan, que sofreu grave lesão e ficará afastado por um bom tempo dos gramados. No lugar do atacante, o volante Leandro Donizete foi escalado, formando trio de volantes com Júnior Urso e Rafael Carioca.

Mal foi dado o apito inicial, logo no primeiro minuto, Douglas Santos cobrou falta da esquerda, Júnior Urso testou, obrigando o goleiro Ferreyra a fazer boa defesa, mas no rebote, Tiago apareceu no segundo pau e bateu para o fundo das redes, abrindo o placar no Mineirão.

O estádio tremeu de novo aos 5, quando Júnior Urso cruzou da direita, Robinho, livre na área, emendou de primeira, mas errou a bola, em finalização que virou passe para Cazares cabecear e acertar a trave esquerda da equipe peruana.

Aos 7 minutos, o "Rei das Pedaladas" não vacilou. O camisa 7 completou cruzamento preciso de Marcos Rocha, testando de cabeça para marcar o segundo atleticano.

A pressão alucinada que o time mineiro vem impondo no começo dos jogos gerou outro gol ainda aos 16 da etapa inicial, quando Pratto converteu pênalti sofrido por Júnior Urso.

A vantagem mais do que confortável, que só permitiria que o Atlético perdesse a liderança em caso de vitória do Independiente del Valle, fora de casa, por quatro gols de diferença, fez com que o ritmo na primeira etapa fosse reduzido.

Tiago, de novo com bola aérea, teve boa oportunidade aos 33, Júnior Urso tentou marcar aos 43, mas a pontaria não foi a mesma dos minutos iniciais, e o Galo foi para o vestiário com "apenas" 3 a 0 no placar.

O segundo tempo teve o time brasileiro jogando no mesmo ritmo lento, quase desinteressado. A primeira oportunidade mais clara de gol veio apenas aos 15 minutos, quando Tiago recebeu sozinho uma bola na entrada da área, mas finalizou de maneira bisonha para fora.

O Melgar balançou as redes no minuto seguinte, se aproveitando do momento ruim do Galo, quando Cuesta recebeu na direita, driblou Victor, que acabou se recuperando e conseguindo bloquear a finalização do atacante adversário.

O time da casa só reencontrou o caminho do gol quando Diego Aguirre mexeu. Aos 23, Carlos, que havia substituído Cazares, completou de cabeça o cruzamento de Júnior Urso e balançou mais uma vez as redes e o todo o Mineirão.

Em dez minutos, a imagem da alegria protagonizada pelo jovem atacante deu lugar ao drama, devido a uma nova lesão no tornozelo direito, após quase três meses de afastamento dos gramados, tendo que ser substituído por Pablo.

O Melgar até lutou para conseguir marcar o gol de honra, e também balançar as redes pela primeira vez como visitante. Aos 46, Estrada, que entrou no segundo tempo, recebeu livre no lado esquerdo da área, mas bateu mal, à esquerda do gol de Victor. Aos 48, Cuesta deu o último susto, em chute forte, que saiu muito perto do travessão.



Ficha técnica:.

Atlético Mineiro: Victor; Marcos Rocha, Tiago, Erazo e Douglas Santos; Júnior Urso, Leandro Donizete, Rafael Carioca (Eduardo) e Cazares (Carlos, depois Pablo); Robinho e Pratto. Técnico: Diego Aguirre.

Melgar: Ferreyra; Loyola, Bolaños, Villamarín e Quina; Santamaría, Arias, Sánchez (Estrada) e Leudo (Arce); Hinostroza (Arismendi) e Cuevas. Técnico: Juan Reynoso.

Árbitro: Jesús Valenzuela (Venezuela), auxiliado pelos compatriotas Carlos López e Luis Sánchez.

Gols: Tiago, Robinho, Pratto e Carlos (Atlético Mineiro).

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo