Esporte

EUA trabalham para evitar contágio da zika nos Jogos Olímpicos

27/04/2016 19h09

Washington, 27 abr (EFE).- O governo dos Estados Unidos trabalha para evitar que os atletas e torcedores que participarão dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro contraiam o vírus da zika, disse nesta quarta-feira à Agência Efe a secretária do Departamento de Saúde americano, Sylvia Burwell.

"Estamos trabalhando com o Comitê Olímpico e outros para garantir que os atletas e apoiadores tenham a informação necessária sobre quais são os riscos" da zika, ressaltou Burwell, que lidera o Departamento de Saúde e Serviços Sociais desde junho de 2014.

Burwell informou que os EUA já oferecem informação sobre os riscos para as mulheres grávidas ou em idade fértil, visto que o maior risco conhecido do vírus é causar microcefalia (bebês com a cabeça menor que o normal) e outras doenças congênitas.

A titular de Saúde também se referiu ao possível vínculo da zika com a síndrome de Guillain-Barré, um transtorno neurológico cujos efeitos podem variar de uma sensação de fraqueza nas pernas até paralisias ou inclusive a morte.

Devido a esses riscos, Burwell destacou que todos os americanos que viajarem a países com zika, inclusive torcedores que irão ao Rio de Janeiro, devem se precaver ao máximo, usar repelentes, permanecer em lugares com ar condicionado e usar roupa de mangas compridas.

"É preciso se certificar que não há água parada", acrescentou Burwell, ao abordar um dos pontos enfatizados pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) para os Jogos Olímpicos, que começarão em cem dias.

O organismo olímpico disse em fevereiro que estava estudava como implantar "medidas" para tratar locais com água parada ao redor das sedes olímpicas, onde vivem os mosquitos Aedes aegypti, o inseto que transmite a zika e que também causa dengue e chicungunha.

Em fevereiro, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou uma emergência de saúde internacional por causa da zika e vários comitês olímpicos nacionais, inclusive o dos Estados Unidos, expressaram preocupação a respeito da saúde dos atletas.

Embora o vírus da zika seja transmitido principalmente através da picada do mosquito Aedes aegypti, a exposição a fluidos corporais, como urina, sangue, sêmen, líquido amniótico e saliva de uma pessoa infectada pode levar ao contágio, advertem os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo