Esporte

Grêmio perde para o Rosario em Porto Alegre e se complica na Libertadores

27/04/2016 23h56

Porto Alegre, 26 abr (EFE).- O sonho de conquistar o tricampeonato da Taça Libertadores em 2016 ficou mais distante para o Grêmio, que não teve boa atuação diante do Rosario Central nesta quarta-feira na Arena, em Porto Alegre, e foi derrotado por 1 a 0.

O único gol da partida na capital gaúcha foi marcado por Marco Rubén, logo aos 13 minutos de bola rolando. Apesar de ter tido tempo suficiente para empatar ou quem sabe até virar o placar, o Tricolor teve visíveis limitações no meio-campo e no ataque, perdeu e ainda foi vaiado pela torcida.

Com o resultado em casa, o Imortal precisará vencer marcando ao menos dois gols na volta, marcada para a quinta-feira da semana que vem, no Gigante de Arroyito, na cidade de Rosário, para honrar o apelido e avançar na competição continental. Já os 'Canallas' se classificarão com um empate.

O técnico Roger Machado escalou quase toda a força máxima no time anfitrião, com exceção do zagueiro Pedro Geromel, que, com caxumba, deu lugar a Bressan. O atacante equatoriano Miller Bolaños, principal reforço na temporada, foi poupado do treino na segunda-feira, após a eliminação do Campeonato Gaúcho para o Juventude, mas foi a campo normalmente.

No Rosario, o meia Giovani Lo Celso, com desgaste físico, foi poupado, entrando no intervalo, e deu espaço entre os titulares a um velho conhecido da torcida gremista: o argentino Germán Herrera. O também José Luis Fernandéz foi reavaliado no vestiário e pôde jogar, enquanto o atacante Marcelo Larrondo ficou fora devido a uma contusão no joelho esquerdo.

Desde os primeiros instantes, o time argentino deixou claro que não viajou para Porto Alegre para ficar na retranca. Aos três minutos do primeiro tempo, Cervi cruzou buscando Herrera, mas Marcelo Oliveira se antecipou e cortou.

O Grêmio não tinha muito espaço, mas conseguiu criar a primeira chance aos 11 minutos, em belo lançamento de Douglas para Bolaños por baixo. O atacante equatoriano driblou o goleiro, mas ficou sem ângulo e saiu com bola e tudo.

O jogo não era tão ruim para os donos da casa, mas o Rosario "achou" um gol aos 13. Salazar despachou para o ataque, Bressan vacilou e cabeceou para trás. Ramiro e Herrera dividiram, e a sobra ficou limpa para Rubén, que encheu o pé e tirou qualquer chance de defesa de Marcelo Grohe para fazer 1 a 0.

Sem se abater, o bicampeão continental deu a resposta aos 16 minutos. Walace driblou no meio e tocou na área para Luan, que fez o passe buscando Giuliano. O goleiro Sosa saiu bem e bloqueou com os pés.

O jogo foi ficando amarrado, e o Tricolor se tornou apático com o passar do tempo. Aos 25, Fred cobrou falta de muito longe e não assustou Sosa. Mesmo sem perigo, foi a última finalização gremista antes de um longo jejum.

Porém, houve tempo para que os jogadores da casa acordassem antes do intervalo. Aos 40 minutos, Douglas cruzou, Fred resvalou, e a sobra ficou limpa para Bolaños, que, de frente para o goleiro na linha da pequena área, chutou para o alto.

Limitando-se a administrar a vantagem com toque de bola e a defesa fechada, o Rosario quase ampliou aos 43. Rubén percebeu Grohe adiantado, bateu por cobertura e carimbou o travessão.

Na volta do intervalo, logo aos cinco minutos, o Grêmio teve uma oportunidade de empatar. Bolanõs rolou na entrada da área para Douglas, que chutou de primeira. Sem velocidade, a bola morreu nas mãos de Sosa.

O torcedor que se animou com uma jogada de ataque logo cedo acabou frustrado no que veio depois. O Tricolor não criava e ainda tinha de lidar com as investidas dos 'Canallas', como aos 12 minutos. Salazar cruzou, ninguém completou ou afastou e Fernández recolheu na outra ponta. O atacante devolveu para o miolo e Fred tirou de lá. O defensor salvou outra aos 17, após cruzamento de Pínola, lateral da seleção argentina.

Roger então tentou mudar a cara da equipe, e uma das trocas foi de centroavante, com Bobô em lugar de Bolaños. Mas o camisa 13 também não entrou bem, como ficou claro aos 22, quando Burgos furou e ele, desatento, tocou com a mão.

Discreto diante de seu ex-time, Herrera incomodou aos 30 minutos. O 'Casí Gol' deixou Fred na saudade pela direita de ataque e arriscou de fora, mandando em tiro de meta.

Outro dos escolhidos por Roger para sair do banco e tentar resolver, Lincoln foi acionado na ponta esquerda e levantou buscando justamente Bobô, que escorou em cima de Pínola. Sosa segurou sem problemas, aos 34.

As últimas oportunidades para buscar o empate surgiram aos 42 e aos 44 minutos, em faltas para Lincoln bater. O jovem meia levantou para a área nas duas, mas uma foi cortada por Burgos e outra passou por todo mundo até sair em tiro de meta.



Ficha técnica:.

Grêmio: Marcelo Grohe; Ramiro, Bressan, Fred e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon (Everton), Giuliano e Douglas (Lincoln); Luan e Bolaños (Bobô). Técnico: Roger Machado.

Rosario Central: Sosa; Salazar, Burgos, Donatti e Pínola; Musto, Montoya, Fernández e Cervi (Gil Romero); Herrera e Rubén (Lo Celso). Técnico: Eduardo Coudet.

Árbitro: Hugo Carrillo (Peru), auxiliado pelos compatriotas Jonny Bossio e Braulio Cornejo.

Cartões amarelos: Walace, Bressan, Maicon, Bolaños e Fred (Gremio); Pínola, Burgos, Cervi, Musto e Lo Celso (Rosario Central).

Gol: Rubén (Rosario Central).

Estádio: Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo