Esporte

Real e City se reencontram na Espanha para duelo decisivo por vaga na final

03/05/2016 13h06

Madri, 3 abr (EFE).- Iguais na Inglaterra, Real Madrid e Manchester City voltarão a se encontrar nesta quarta-feira no estádio Santiago Bernabéu, na Espanha, no duelo derradeiro pela segunda vaga na final da Liga dos Campeões da Europa, no dia 28 de maio, no estádio San Siro, em Milão, na Itália.

Uma semana atrás, os dois times empataram em 0 a 0, em jogo de poucas emoções. Com isso, quem vencer fica com a vaga, se houver repetição do placar haverá prorrogação, e qualquer outra igualdade com gols marcados, a classificação será dos visitantes, inédita por sinal.

A grande novidade para a partida de volta é o retorno ao time do Real Madrid do atacante português Cristiano Ronaldo, artilheiro da competição com 16 gols, oito a mais que o uruguaio Luis Suárez, do Barcelona, o alemão Thomas Müller e o polonês Robert Lewandowski, ambos do Bayern de Munique.

O camisa 7 sofreu sobrecarga muscular, não enfrentou os 'Citizens', assim como não participou dos dois últimos compromissos do clube 'blanco' pelo Campeonato Espanhol. Nesta terça-feira, o técnico francês Zinedine Zidane garantiu que o craque está 100% fisicamente e que vai bem para o duelo.

Por outro lado, o volante Casemiro e o atacante Karim Benzema estão fora. Os substitutos dos titulares são mistério, com Isco e James Rodríguez disputando posição no meio, e Jesé e Lucas Vázquez brigando para aparecer no ataque. Existe possibilidade, no entanto, de os dois primeiros, mais experientes, entrarem juntos no time.

O que é certo é a presença do alemão Toni Kroos mais centralizado, fazendo o papel de proteção da zaga que o ex-são-paulino fazia. De acordo com Zidane, no entanto, não haverá grande alteração na forma da equipe jogar.

"Casemiro é Casemiro, mas há outros que podem fazer esse papel, mesmo que não exatamente esse. Vamos tentar colocar em campo o time mais competitivo possivel. O jogador que entrar em seu lugar, permitirá isso", avaliou o técnico.

O City vai em busca do maior feito da história, depois de avançar pela primeira vez das oitavas e das quartas de final da Liga dos Campeões. Até hoje, o único título continental do clube aconteceu há 46 anos, na temporada 1969/1970, na extinta Recopa Europeia.

Para o jogo, o técnico chileno Manuel Pellegrini esperava também ter o retorno de uma peça importante, no caso, o meia marfinense Yaya Touré, que, no entanto, não se recuperou de lesão muscular e foi vetado. Outro que está fora é o meia espanhol David Silva, que se machucou no jogo de ida.

Os volantes Fernando Reges e Fernandinho têm presença quase que certa no time titular. Para substituir o espanhol, assim como nos desfalques do Real Madrid, também há dúvida, já que o meia Fabian Delph e o meia-atacante Raheem Sterling disputam posição.



Prováveis escalações:.

Real Madrid: Navas; Carvajal, Pepe, Sergio Ramos e Marcelo; Kroos, Modric e Isco (ou James Rodríguez); Bale, Cristiano Ronaldo e Jesé (ou Vázquez). Técnico: Zinedine Zidane.

Manchester City: Hart; Sagna, Kompany, Otamendi e Clichy; Fernando, Fernandinho, Navas, Delph (ou Sterling) e De Bruyne; Agüero. Técnico: Manuel Pellegrini.

Árbitro: Damir Skomina (Eslovênia), auxiliado pelos compatriotas Jure Praprotnik e Robert Vukan.

Estádio: Santiago Bernabéu, em Madrid (Espanha).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo