Esporte

Grêmio é presa fácil para o Rosario Central e está fora da Libertadores

05/05/2016 21h12

Rosario (Argentina), 5 mai (EFE).- Derrotado pelo Rosario Central por 1 a 0 em Porto Alegre na semana passada, o Grêmio não foi páreo para a equipe argentina nesta quinta-feira, perdeu novamente, desta vez por 3 a 0 no estádio Gigante de Arroyito, e está fora da Taça Libertadores.

Em momento algum da partida na cidade de Rosário o Tricolor deu sinais de que poderia reverter a situação na eliminatória. A equipe da casa fez 1 a 0 logo aos quatro minutos de bola rolando e ampliou aos 24, com dois gols de Rubén. Na etapa final, os 'Canallas' se mantiveram no controle das ações e marcaram o terceiro, com Donatti.

Desta forma, restam apenas três equipes brasileiras no torneio continental, Atlético-MG e São Paulo, que se enfrentarão nas quartas de final. O Rosario, por sua vez, terá pela frente o Nacional de Medellín, que fez a melhor campanha da fase de grupos e despachou o Huracán, também da Argentina, nas oitavas. A Conmebol anunciará datas e horários dos próximos confrontos nesta sexta.

O técnico Roger Machado teve força máxima em Rosário. O zagueiro Pedro Geromel, recuperado de uma caxumba, voltou ao time titular no lugar de Bressan. Na equipe anfitriã, Eduardo Coudet repetiu a escalação do jogo de ida, já que ainda não conta com o atacante Marcelo Larrondo, que sofre de um edema ósseo no joelho de direito e ficará longe dos gramados por tempo indeterminado.

O primeiro lance de perigo favoreceu o time visitante, logo aos três minutos de partida. Bolaños deixou três marcadores para trás, foi ao fundo e cruzou buscando Luan. Atento, o goleiro Sosa caiu e ficou com a bola.

Porém, um minuto depois, a casa do Grêmio, que já não estava lá muito firme, ruiu ainda mais. Montoya teve espaço pela direita e levantou para Rubén, que se antecipou à defesa e desviou. Marcelo Grohe ainda desviou, mas não impediu que os 'Canallas' fizessem 1 a 0.

A vantagem no placar não fez com que a equipe mandante diminuísse o ritmo. Aos dez minutos, Montoya chutou de fora da área e, após desvio em Marcelo Hermes, Grohe segurou.

Apesar da necessidade de virar o placar, o Tricolor não mostrava muita inspiração e teve a melhor chance do primeiro tempo aos 18 minutos. Giuliano abriu na direita para Ramiro e apareceu na área para escorar o cruzamento do lateral. O meia ia acertando o canto, mas Sosa deu um belo salto para evitar o empate.

O lance, no entanto, foi isolado. O Rosario continuou melhor, mais incisivo e fez 2 a 0 aos 23 minutos. Cervi pegou a sobra dentro da área, encarou a marcação e foi derrubado na área por Marcelo Hermes. O árbitro deu pênalti, que Rubén bateu firme para aumentar.

Nas poucas vezes em que atacava, o Grêmio esbarrava em uma forte marcação. Aos 31, em mais uma descida pela direita, Ramiro chutou forte de longe e parou no bloqueio da defesa.

A bola parada poderia ser alternativa, mas nem nesse aspecto os bons batedores do bicampeão da América estavam inspirados. Aos 34, em cobrança de falta, Fred até tirou da barreira, mas o goleiro defendeu sem problemas.

O Rosario ainda ficava mais com a bola, mas quem criou outra oportunidade foi o time gaúcho, aos 42 minutos. Luan foi lançado na esquerda e foi desarmado, mas a sobra ficou com Hermes, que chutou cruzado e tirou tinta da trave.

Na volta dos vestiários, o panorama não mudou muito. O Grêmio até atacou aos cinco minutos, com Bolaños, que, contudo, dominou mal e ainda estava em posição de impedimento.

Depois disso, os donos da casa voltaram a dominar e não marcaram o terceiro aos 11 minutos por centímetros. Herrera tocou da direita para o meio, Fernández pegou a sobra e arrematou cruzado. Rubén tinha tudo para ampliar, mas não conseguiu completar.

Mas logo depois, aos 12, o terceiro gol 'canalla' saiu. Cervi bateu escanteio da direita, Donatti apareceu livre perto da marca do pênalti e cabeceou no canto, sem chances para Grohe.

Roger, que já tinha tirado Douglas para colocar Pedro Rocha, trocou Bolaños por Bobô. Mas o esforço para mudar o time e o jogo era em vão, já que só o adversário atacava. Em mais um escanteio de Cervi, aos 25, Donatti desviou novamente e Rubén emendou de primeira para cima.

Dois minutos depois, Herrera partiu livre nas costas da zaga e dividiu com Grohe, que teve de sair da área. Com o goleiro caído, Rubén optou pelo cruzamento, e Fred cortou pelo alto.

A esta altura, o Grêmio precisava de três gols e poderia ter marcado ao menos um, aos 33 minutos. Maicon trocou passes com Bobô e, dentro da área, poderia tocar para o meio, mas escolheu chutar e parou na boa defesa de Sosa.

Depois disso, a partida esfriou ainda mais. O Imortal não teve forças nem técnica para reagir e honrar o apelido, enquanto o Rosario, sem pressa, trocou passes à espera do apito final.



Ficha técnica:.

Rosario Central: Sosa; Salazar, Donatti, Burgos e Pinola; Musto (Gil Romero), Montoya (Álvarez), Fernández e Cervi; Herrera e Rubén (Lo Celso). Técnico: Eduardo Coudet.

Grêmio: Marcelo Grohe; Ramiro, Pedro Geromel, Fred e Marcelo Hermes; Walace, Maicon, Giuliano e Douglas (Pedro Rocha); Luan e Bolaños (Bobô). Técnico: Roger Machado.

Árbitro: Enrique Cáceres (Paraguai), auxiliado pelos compatriotas Carlos Cáceres e Dario Gaona.

Cartões amarelos: Musto (Rosario Central); Pedro Geromel, Maicon e Walace (Grêmio).

Gols: Rubén (2x) e Donatti (Rosario Central).

Estádio: Gigante de Arroyito, em Rosario (Argentina).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo