Esporte

São Paulo e Atlético-MG começam a duelar por vaga nas quartas da Libertadores

10/05/2016 16h19

São Paulo, 10 mai (EFE).- São Paulo e Atlético Mineiro começarão a definir nesta quarta-feira, no estádio do Morumbi, qual será o único brasileiro presente nas semifinais da Taça Libertadores, no primeiro de dois confrontos diretos entre os dois times pelas quartas de final - o duelo de volta, no Mineirão, está marcado para o próximo dia 18.

O confronto acontece três anos após ambos se enfrentarem pelas oitavas do torneio. Time de melhor campanha na fase de grupos, o Galo levou a melhor duas vezes na ocasião, vencendo por 2 a 1, fora, e 4 a 1, em casa, arrancando para históricas classificações nas séries contra Tijuana e Newell's Old Boys e a posterior conquista do título diante do Olimpia.

Nesta edição, Atlético e São Paulo viveram euforia e agonia, flertando com a eliminação em momentos distintos. No caso do time mineiro, que teve ótimos momentos no grupo 5, principalmente nos jogos em Belo Horizonte. No confronto pelas oitavas, no entanto, o time levou sufoco do Racing no estádio Independência.

A vaga nas quartas veio apenas aos 26 minutos do segundo tempo, com gol de Lucas Pratto, desempatando placar que estava 1 a 1, após igualdade sem gols na Argentina. Nos instantes finais, o time de Avellaneda ainda pressionou, mas não conseguiu o gol que valeria eliminaria o Galo.

O São Paulo, por sua vez, ficou muito próximo da eliminação ainda nas primeiras rodadas do grupo 1, ao marcar dois pontos nos três jogos iniciais. A equipe perdeu em casa para o The Strongest, e, em seguida, empatou com River Plate, na Argentina, e Trujillanos, na Venezuela.

No returno da chave, foram sete pontos, em nove possíveis, com nível de atuação mais alto. O ápice do bom desempenho veio na ida das oitavas de final, com atuação magistral contra o Toluca, do México, e goleada por 4 a 0. Na volta, em situação confortável, a equipe perdeu por 3 a 1, mas avançou.

Para o jogo desta quarta-feira contra o Atlético, o técnico argentino Edgardo Bauza fará Paulo Henrique Ganso retornar ao Tricolor, após o meia figurar entre os reservas no México, na partida que selou classificação às quartas.

A única dúvida do comandante é quanto a presença do meia Michel Bastos, por causa de lesão na coxa direita. Caso o titular não atue, Wesley entrará em campo, ainda sem posição revelada, já que o atleta pode atuar aberto na direita, ou como volante, o que representaria Thiago Mendes jogar mais avançado.

A primeira ideia de Bauza era escalar o lateral-esquerdo Carlinhos mais avançado, mas o jogador, no entanto, teve recaída de contusão na perna esquerda e acabou sendo vetado pelo departamento médico, o que o tirará, inclusive, do banco de reservas.

No Galo, o uruguaio Diego Aguirre também tem desfalque, já que o atacante Carlos, surpresa na partida contra o Racing, em que abriu o placar, está contundido. Inclusive, o técnico admitiu posteriormente ter previsto que o jovem balançaria as redes contra o time argentino, mas não esperava a lesão no pé direito que o afligiu no segundo jogo da final do Campeonato Mineiro.

O nome do mais recente dos integrantes do trio ofensivo, contudo, vem sendo guardado sob certo sigilo, pelas inúmeras possibilidades táticas. O lateral-direito Patric, os meias Juan Cazares e Carlos Eduardo, o meia-atacante Hyuri e o atacante Clayton disputam um lugar no time.

A princípio, o vencedor do confronto entre Atlético e São Paulo pegará o classificado da chave entre Nacional de Medellín e Rosario Central. Caso os 'Canallas' avancem deste duelo e o Boca Juniors elimine o Nacional, do Uruguai, os representantes argentinos, obrigatoriamente, terão que se enfrentar.

Nesse caso, o representante brasileiro nas semifinais pegará o time que levar a melhor entre Pumas, do México, e Independiente del Valle, do Equador.



Prováveis escalações:.

São Paulo: Denis; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Thiago Mendes, Hudson, Michel Bastos (ou Wesley), Ganso e Kelvin; Calleri. Técnico: Edgardo Bauza.

Atlético-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Erazo e Douglas Santos; Rafael Carioca, Leandro Donizete e Júnior Urso; Patric (ou Cazares), Robinho e Pratto. Técnico Diego Aguirre.

Árbitro: Wilmar Roldán (Colômbia), auxiliado pelos compatriotas Eduardo Díaz e Humberto Clavijo.

Estádio: Morumbi, em São Paulo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo