Esporte

Condenado por mando de assassinato, chefe de torcida do River é preso

17/05/2016 21h07

Buenos Aires, 17 mai (EFE).- William Schlenker, um ex-líder de uma torcida "barra brava" do River Plate, foi detido nesta terça-feira depois que a Justiça argentina ratificou sua condenação à prisão perpétua por ter sido o mandante do assassinato de um torcedor há nove anos.

Na mesma sentença, que foi inicialmente emitida em setembro de 2011 e contra a qual Schlenker apelou na época, a Justiça condenou também à prisão perpétua outros integrantes da "barra brava" liderada por ele e por seu irmão Alan, incluindo o autor dos disparos que atingiram Gonzalo Acro na saída de um ginásio em 9 de agosto de 2007. Ele acabou morrendo dois dias depois, no hospital.

Para os investigadores, o homicídio foi consequência de uma disputa interna da torcida "barra brava" do River Plate.

Por sua vez, Alan Schlenker cumpre pena de 12 anos por ser considerado coautor de um assassinato ocorrido em 2001.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo