Esporte

Com boas recordações, León visita Pachuca por vaga na final do Clausura

21/05/2016 17h16

Cidade do México, 21 mai (EFE).- Após o empate em 1 a 1 no estádio Nou Camp na última quinta-feira, o León visitará o Pachuca no estádio Nuevo Hidalgo neste domingo e se apega à recordação do título de dois anos atrás para voltar à final do Torneio Clausura do Campeonato Mexicano.

Em 2014, as duas equipes se enfrentaram na decisão do Clausura, a última de ambos desde então. Na ocasião, os 'Tuzos' foram à cidade de León e venceram por 3 a 2, mas os 'Esmeraldas' descontaram na volta, com um triunfo por 1 a 0, e conquistaram o título com um gol na prorrogação.

Naquela vez, o critério do gol fora de casa, que poderia ter deixado o troféu com o Pachuca, não era aplicado. Agora, porém, ele é válido, o que faz com que a equipe dirigida pelo técnico uruguaio Diego Alonso jogue pelo 0 a 0 e também pelo 1 a 1 por ter melhor campanha geral, enquanto o León terá de vencer ou empatar em dois ou mais gols.

Na quinta-feira, mesmo atuando como visitante, os 'Tuzos' começaram melhor e fizeram 1 a 0, com Lozano. Mesmo sem mostrar seu melhor futebol, o então mandante deixou tudo igual com Aldo Rocha.

Os times obtiveram 30 pontos cada na primeira fase, mas o Pachuca terminou com melhor saldo de gols e por isso ficou na vice-liderança. Nas quartas de final, coincidentemente, ambos empataram em 1 a 1 no primeiro duelo, mas o León passou pelo Morelia com uma goleada por 4 a 1 na volta, enquanto o time comandado por Luis Fernando Tena sofreu até o último minuto para bater o Santos Laguna por 3 a 2.

A delegação dos 'Esmeraldos' viajou para Pachuca neste sábado sem dar entrevista, mas já se sabe que Tena terá todo o elenco à disposição. O atacante Hernán Burbano vinha sendo o último desfalque, mas "fechou" o departamento médico. O zagueiro Guillermo Burdisso, que sofre de uma lombalgia, jogará no sacrifício.

A grande aposta é o atacante Boselli, vice-artilheiro do Clausura, com dez gols. O argentino está atrás apenas de Gignac, que tem 13, mas já foi eliminado defendendo o Tigres.

No Pachuca, a arma é a velocidade do ataque, que já marcou 37 gols neste Clausura. Embora Alonso não admita, a previsão é que o time se feche na defesa e conte com a impaciência do adversário com o passar do tempo para contra-atacar e tentar matar o confronto.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo