Esporte

No adeus de Guardiola, Bayern bate Dortmund e conquista Copa da Alemanha

21/05/2016 18h20

Berlim, 21 mai (EFE).- Uma trajetória marcada por títulos se encerrou neste sábado com mais uma vitória: na despedida do técnico Josep Guardiola, o Bayern de Munique bateu o Borussia Dortmund nos pênaltis, por 4 a 3, após empate por 0 a 0 no tempo regulamentar, e conquistou a Copa da Alemanha.

Em uma partida repleta de emoções no Estádio Olímpico de Berlim, as duas equipes desperdiçaram boas chances de evitar que o duelo fosse decidido nas cobranças de pênalti. No momento decisivo, porém, os comandados de Guardiola foram melhores. Bender e Sokratis desperdiçaram para o Dortmund, deixando para Douglas Costa a responsabilidade de confirmar a vitória. O brasileiro não decepcionou, acertou o canto de Bürki para alegria do espanhol.

Guardiola deixa o Bayern para comandar o Manchester City após três anos e com vários títulos na bagagem. O técnico já chegou ao clube levantando o título do Mundial de Clubes e da Supercopa da Europa, em 2013. Depois, levou o clube bávaro ao tricampeonato do Alemão (2013/2014, 2014/2015 e 2015/2016) e ao bicampeonato da Copa da Alemanha (2013/2014 e 2015/2016).

O último troféu, porém, veio em um jogo repleto de emoções. Depois de um primeiro bastante equilibrado, mas sem grandes de gol para ambos os lados, as equipes decidiram se arriscar mais na etapa final. Pelo lado do Bayern, as melhores jogadas saiam dos pés de Ribéry, enquanto Aubameyang era quem mais ameaçava pelo Dortmund.

O meia francês quase abriu o placar aos 9 minutos do segundo tempo. Depois de receber pela esquerda, Ribéry limpou a marcação e chutou cruzado, perto do gol do adversário. Lewandowski, que fechava pelo meio da área, também quase conseguiu completar para a rede.

Depois, aos 30, em nova jogada pela esquerda, Ribéry invadiu a área e chutou colocado, obrigando Bürki a fazer grande defesa, colocando a bola para escanteio.

O Dortmund respondeu aos 41, e Aubameyang desperdiçou uma das principais chances do jogo. Piszczek puxou rápido contra-ataque pela direita e cruzou na medida para o artilheiro, livre. Ele, porém, tentou pegar de primeira e acabou isolando.

Com o empate no tempo regulamentar, o jogo foi para a prorrogação. O Bayern parecia decidido a evitar as cobranças de pênalti e começou pressionando. Logo aos 3 minutos, Lewandowski recebeu livre na área, mas foi travado pela defesa adversária.

O cenário se repetiu no segundo tempo da prorrogação. Enquanto o Bayern pressionava, o Dortmund defendia com muita intensidade, conseguindo levar a partida para os pênaltis.

O clube bávaro, porém, acabou sendo melhor no momento decisivo. Bender e Sokratis, dois dos destaques do Dortmund na partida, acabaram desperdiçando suas cobranças. Pelo lado do Bayern, Kimmich cobrou nas mãos de Bürki, dando esperanças ao aurinegro.

A última cobrança da série ficou para Douglas Costa. Confiante, o brasileiro bateu no canto esquerdo, sem chances de defesa para Bürki, e confirmou o título do Bayern, presenteando Guardiola com seu último título na despedida do clube.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo