Esporte

Deschamps processará Cantona por declarações difamatórias sobre convocação

27/05/2016 09h37

Paris, 26 mai (EFE).- O técnico da França, Didier Deschamps, processará Eric Cantona depois de o polêmico ex-jogador francês ter afirmado que seu ex-companheiro de seleção não convocou Karim Benzema, do Real Madrid, e Hatem Ben Arfa, do Nice, para a Eurocopa 2016 por causa de suas origens árabes.

Deschamps pediu que seu advogado, Carlos Brusa, tome "ações civis e penais contra as declarações caluniosas e difamatórias" de Cantona, ídolo do Manchester United, segundo o jornal "L'Équipe".

"Deschamps tem um nome muito francês. Talvez seja o único na França a ter um nome verdadeiramente francês. Ninguém em sua família se misturou com ninguém, como os mórmons nos Estados Unidos. Não me surpreende que tenha utilizado a situação de Benzema para não levá-lo", disse Cantona ao jornal britânico "The Guardian".

A Federação Francesa de Futebol (FFF) determinou que o atacante do Real Madrid fosse "não convocável" devido às acusações de ter sido cúmplice em um caso de chantagem com um vídeo sexual contra seu ex-companheiro de seleção, o meia Mathieu Valbuena.

"Talvez não, talvez sim. Uma coisa é certa: Benzema e Ben Arfa são dois dos melhores jogadores franceses e não estarão na Eurocopa. Eles têm origens norte-africanas, portanto o debate está aberto", completou Cantona na entrevista ao "The Guardian".

As palavras do ex-atacante não foram bem recebidas por Deschamps, campeão do mundo em 1998 com a seleção liderada por Zinedine Zidane, de ascendência argelina, nem pelo futebol francês de maneira geral.

O "L'Équipe" citou, por exemplo, a convocação do franco-marroquino Adil Rami, zagueiro do Sevilla, chamado para substituir Raphael Varane, do Real Madrid. "Esse fato deveria servir para Cantona se calar", disse o jornal.

Um dos que saíram em defesa de Deschamps foi o ex-lateral Liliam Thuram, também campeão do mundo em 1998, e muito envolvido na luta contra o racismo no esporte. Para o ex-jogador, Benzema tem "um pouco de responsabilidade" por não ir à Eurocopa. Já o caso de Ben Arfa, para Thuram, se trata de uma "decisão esportiva.

Benzema preferiu não se pronunciar sobre as declarações de Cantona. Já Ben Arfa, em entrevista publicada ao jornal "Le Parisien" tentou minimizar a polêmica.

"Li que Cantona disse que sou um grande jogador e isso é importante. No resto, não quero entrar", disse o meia do Nice, que chegou a fazer parte da pré-convocação da França para a Eurocopa, mas acabou cortado do grupo de 23 jogadores que disputará o torneio. EFE

jaf/lvl

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo